Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

12 sinais de alerta de que você tem intolerância à histamina, e não apenas uma alergia!

Talvez você seja intolerante à histamina e não sabe.

Deixe a gente explicar: a histamina está no nosso corpo e também faz parte da composição de alguns alimentos.

O problema é que existem pessoas com intolerância à histamina e não sabem.

Verdade que apenas 1% da população seja atingida com reações alérgicas.

Mas a quantidade de intolerantes à substância tem aumentado bastante.

O resultado disso é uma série de sintomas ruins, inclusive a queda do sistema imunológico.

Entenda: se o corpo não conseguir sintetizar a sobrecarga de histamina, sofremos com inflamações.

E há quatro motivos que podem desencadear isso:

– Inibidores de enzimas (certos remédios ou alimentos)

– Concorrentes enzimáticos (aminas biogênicas)

– Defeitos genéticos enzimáticos

– Problemas de produção de enzimas (doenças inflamatórias intestinais ou deficiências alimentares)

Muitas vezes conhecida como uma "pseudoalergia", a intolerância à histamina desencadeia problemas como erupções cutâneas, problemas de respiração e congestão nasal.

Mas os sintomas são amplos, podendo também se manisfestarem como:

– Lentidão cerebral

– Problemas digestivos

– Ansiedade

– Fadiga

– Eczema

– Desequilíbrios hormonais

– Pressão sanguínea baixa

– Irritabilidade

– Perda de apetite sexual

– Náusea

– Enxaqueca

– Batimentos cardíacos acelerados
 
Não importa se o alimento tem grande ou pequena quantidade de histamina, geralmente o corpo reage de forma muito parecida.

Por isso, resolvemos alertar todo mundo.

Veja quais alimentos contêm alta concentração da substância:

– Comida enlatada

– Caldo de osso

– Álcool

– Queijo

– Berinjela

– Cogumelo

– Nozes

– Marisco

– Carnes embutidas, como bacon

– Espinafre

– Vinagre

– Alimentos ricos em glúten

Os alimentos com baixo teor de histamina:

– Tomate

– Abacate

– Banana

– Frutas cítricas

– Morango

Se você acha que sofre com esse problema de intolerância, faça o seguinte:

1. Procure um médico e faça os exames recomendados.

2. Descreva todas as possibilidades que você acredita que pode ter influenciado.

Por exemplo, a inflamação pode ser causada pela síndrome do intestino permeável, deficiências de nutrientes ou intolerâncias ao glúten – caso você tenha algum desses problemas, informe ao médico.  

3. Siga uma dieta restrita, evitando aqueles alimentos que listamos acima.

Feito isso, volte a consumir depois de 30 ou 60 dias para descobrir quais são os alimentos que causam o problema.

4. Concentre-se em alimentos frescos, como salmão selvagem fresco, legumes frescos, grãos sem glúten, chás de ervas e leite de arroz.

5. Trate qualquer problema que você possa vir a ter em seu intestino, pois essa também é a causa dos sintomas.

Intestino com vazamento ou o crescimento excessivo de cândida, por exemplo, derrubam a imunidade.

Uma dica é investir em probióticos, para auxiliar o tratamento.

6. Consuma alimentos que combatem histamina, como os que têm vitamina B6, vitamina C e cobre.

Na verdade, qualquer alimento rico em vitaminas e nutrientes já ajuda contra a intolerância à histamina.
 
Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO