PUBLICIDADE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Xarope de romã: combate infecções bucais e inflamação na garganta

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Este xarope de romã apresenta atividade antioxidante, anti-inflamatória, imunomoduladora e bactericida.

Vermelha por fora, e por dentro cheia de sementes que parecem cristais, a romã é uma fruta rica em nutrientes.

Ela contém vitaminas A, do complexo B, C, K, cálcio, cobre, manganês, potássio e fibras.

Também possui propriedades antibacterianas, antivirais, ação antioxidante e anti-inflamatória.

Com isso, ajuda a reduzir os efeitos causados pela placa bacteriana, prevenindo doenças na boca e garganta.

Segundo estudo do Centro Universitário de Lavras (UNILAVRAS), em Minas Gerais, a romã mostrou-se eficaz contra uma série de microrganismos que compõem a microbiota bucal.

Além disso,  auxilia no desenvolvimento dos dentes e contribui para a cicatrização da mucosa bucal.

De acordo com outro estudo, publicado na Revista Archives of Health Investigation, a romã possui ação terapêutica que pode auxiliar no tratamento da periodontite.

Por isso, vamos ensinar você a fazer um xarope de romã indicado para o tratamento de vários tipos de infecções, como:

  • Infecções na garganta;
  • Amigdalite;
  • Faringite;
  • Gengivite;
  • Aftas.

Xarope de romã

Este xarope de romã apresenta atividade antioxidante, anti-inflamatória, imunomoduladora e bactericida. 

Ingredientes:

  • 1 garrafa (750ml) de vinho branco seco
  • 4 romãs
  • Mel para adoçar

Modo de preparo:

Lave bem as frutas com uma escovinha macia ou esponja – ambas devem estar limpas e exclusivas apenas para lavar frutas e legumes.

Corte três romãs ao meio, retire as sementes das três frutas e coloque no liquidificador.

A quarta romã você irá cortar em pedaços menores e colocar no liquidificador junto com as sementes das outras três.

Em seguida, bata bem até processar por completo e obter uma pasta – se necessário, adicione um pouquinho de água filtrada.

Coloque essa pasta em um recipiente de vidro, adicione o vinho, tampe bem e deixe descansar por nove dias em local seco e fresco.

Passado esse tempo, coe a mistura – pode usar um pano de prato limpo e sem cheiro de sabão – e armazene o líquido em uma garrafa de vidro (pode ser aquela do vinho).

Conserve em um local seco, fresco e arejado – não é necessário guardar na geladeira.

Modo de consumo:

Dilua três colheres (sopa) do xarope em um copo de água morna, adoce com uma colher (sopa) de mel e tome pela manhã em jejum e à noite, antes de dormir.

Importante

O consumo em exagero da romã pode causar náuseas, vômitos, zumbidos, espasmos na panturrilha, distúrbios visuais e tremores.

Por isso, siga criteriosamente o modo de preparo e as doses recomendadas, para evitar esses possíveis efeitos colaterais.

Benefícios extras da romã

A romã também é empregada a uma diversidade de tratamentos, como:

  • Diarreia;
  • Dietas para perda de peso;
  • Prevenção de doenças;
  • Reconstrução muscular em atletas;
  • Diminuição da pressão arterial;
  • Tratamento de pacientes renais;
  • Proteção da mucosa gástrica;
  • Controle dos níveis de colesterol ruim (LDL).

Mais Lidas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade.