PUBLICIDADE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Xarope caseiro de ameixa: combate a prisão de ventre (constipação)

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Este xarope vai ajudar a estimular o movimento intestinal, facilitando a eliminação das fezes duras e secas.

De todos os problemas digestivos a que estamos suscetíveis, certamente a prisão de ventre (constipação) é um dos mais desagradáveis.

Essa condição consiste em dificuldades para evacuar e, na maioria dos casos, é causada por maus hábitos alimentares e pelo estilo de vida. 

Segundo gastrocirurgião do Hospital Sírio-Libanês doutor Marcos Belotto, a prisão de ventre também pode estar associada a problemas mais sérios de saúde. 

Ela pode ser secundária a alterações anatômicas, metabólicas, neurológicas e doenças intestinais, como a síndrome do intestino irritável.

De acordo com o profissional, se você mantém hábitos saudáveis, mas mesmo assim sofre com constipação, aconselha-se procurar um médico.

Os sintomas mais comuns da prisão de ventre são:

  • Número reduzido de evacuações;
  • Dificuldade para eliminar as fezes;
  • Fezes mais ressecadas, pouco volumosas e/ou muito duras;
  • Sensação de esvaziamento incompleto do intestino;
  • Desconforto e inchaço abdominal;
  • Mal-estar;
  • Gases;
  • Distúrbios digestivos.

Por ser um desconforto presente no dia a dia das pessoas, é possível encontrar várias soluções para aliviar esse problema.

Um exemplo disso é o xarope caseiro de ameixa que ensinaremos a seguir, que vai ajudar a estimular o movimento intestinal, facilitando a eliminação das fezes duras e secas.

Benefícios da ameixa

A ameixa contém grande quantidade de fibra dietética, um nutriente que ajuda a facilitar a evacuação das fezes.

Desse modo, evita a prisão de ventre e  melhora os movimentos peristálticos, que empurram o alimento por todo o aparelho digestivo até concluir a digestão.

De acordo com estudo publicado no jornal Clinical Nutrition, da Sociedade Europeia de Nutrição, a ameixa aumentou significativamente o peso e a frequência das fezes.

Além disso, a ameixa possui sorbitol,  uma substância com propriedades laxantes.

Também é uma fruta probiótica, beneficiando a flora intestinal, servindo como alimento para as bactérias saudáveis.

Por fim, devido à presença de minerais como cálcio, ferro, fósforo, magnésio, potássio e zinco, ajuda a combater desequilíbrios inflamatórios e a retenção de líquido.

Xarope de ameixa

Este xarope é obtido a partir da combinação de ameixa com suco de limão, duas frutas ricas em fibras e propriedades anti-inflamatórias.

Ingredientes:

  • 10 ameixas pretas
  • Suco de 1 limão
  • 100 ml de água 

Modo de preparo e consumo:

Lave bem as ameixas (não precisa remover a casca), corte-as ao meio, remova o caroço e coloque no liquidificador.

Adicione o suco do limão (espremido na hora), a água e bata por dois a três minutos até triturar bem e ficar uma mistura homogênea,

Armazene em uma jarra de vidro com tampa e conserve na geladeira.

Como consumir?

Se você estiver passando por um período de constipação pontual, consuma este xarope da seguinte maneira:

  • 3 colheres (sopa) em jejum;
  • 3 colheres (sopa) no meio da manhã;
  • 2 colheres (sopa) à tarde.

Se a constipação for crônica, tome doses mais elevadas até normalizar a função intestinal.

Para prevenir a prisão de ventre, tome de duas a três colheres (sopa) deste xarope por dia.

Importante

É fundamental ter em mente que, além do consumo de remédios naturais, você precisa rever seus hábitos alimentares.

Por isso, elimine alimentos que podem influenciar o surgimento da prisão de ventre, como:

  • Farinha de trigo branca;
  • Alimentos ricos em açúcar, como doces, bolos, bolacha recheada, chocolate e refrigerante;
  • Alimentos ricos em gorduras, como frituras, enlatados e alimentos processados;
  • Fast food e comidas congeladas, como lasanhas ou pizzas;
  • Carnes processadas, como linguiça, bacon, salsicha e presunto.

Além disso, consuma bastante água(no mínimo 2,5 litros por dia), alimentos ricos em fibras e pratique atividades físicas.

Mais Lidas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade.