Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Você sabia que o óleo de coco pode ajudar a curar a tireoide? É só fazer isto!…

Atualmente, graças ao estilo de vida sedentário e dietas desequilibradas, as pessoas têm desenvolvido muitos problemas de saúde, como:

– Aumento de peso

– Perda da libido

– Zumbido nos ouvidos

– Perda de cabelo

– Unhas frágeis

– Prisão de ventre

– Fadiga

– Sensibilidade ao frio

– Dores de cabeça

– Insônia

– Pele seca

– Mãos e pés frios

– Tontura

– Voz rouca

– Dores nas articulações

Isso é muito sério!

Quase 65% da população americana está acima do peso e 27% está obesa.

No entanto, além da falta de exercícios e o consumo de alimentos prejudiciais à saúde, esses sintomas também são resultado de um problema que atinge as mulheres em especial: o hipotireoidismo.

Felizmente, existe um produto natural que pode ajudar a combater essa disfunção na glândula tireóide.

Esse ingrediente maravilhoso é uma gordura saturada que aumenta o metabolismo e  resulta na perda de peso.

Seu nome: óleo de coco.

O óleo de coco é excelente para o hipotireoidismo.

No livro "Óleo de Coco, a gordura saudável", do dr. Wilson Rondó, encontramos a seguinte informação:

 – Óleo de coco melhora a função da tireóide.

Quando as pessoas com hipotireoidismo (produção insuficiente de hormônio tireoidiano) começam a consumir o óleo de coco, elas frequentemente referem aumento de energia pela melhora da função tireoidiana.

Muitos indivíduos que sofrem com problemas de tireoide são capazes de eliminar a medicação para tireoide até completamente quando começam a consumir óleo de coco.

Obviamente você não deve nunca suspender a medicação sem consultar seu médico.

Como usar o óleo de coco para tratar o hipotireoidismo?

Comece consumindo uma colher (sopa) por dia.

Depois aumente para duas.

Você pode também fazer massagens na região da tireoide.

Se você estiver com hipotireoidismo, é importante também evitar o consumo de soja.

Há outras sugestões que você deve considerar para tratar o problema:

– Evite saladas comerciais que são embaladas com gorduras insalubres.

Procure fazer a própria salada.

–  Coma alimentos ricos em iodo, como alga negra, pó de alga marinha, kombu e peixes de água fria.

– Consuma suplementos, como zinco, selênio, vitaminas B, vitamina C e vitamina E

– Beba suco de cranberry e rabanete regularmente

– Evite se expor a ao mercúrio e ao flúor

– Faça exercícios regularmente

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO