Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Você cozinhou errado arroz a vida toda – esta é a forma certa

O arroz é um dos alimentos mais consumidos do mundo.

No entanto, ele também tem muitas desvantagens, especialmente o arroz branco.
 
Apesar de ser um alimento prático de fazer, o arroz branco pode provocar o aumento de peso e aumentar o risco de diabetes tipo 2.
 
Para você ter ideia, uma xícara de arroz branco possui cerca de 200 calorias.
 
O pior é que ela é praticamente formada apenas de amido (massa), quase sem nutrientes.
 
Sabendo dessas informações, resolvemos escrever um post para ensinar como reduzir o valor calórico e acrescentar mais nutrientes ao alimento.
 
Você não vai precisar de mais nada além de um óleo de ótima qualidade, como o de coco.
 
Quem descobriu o truque foi o pesquisador Sudhair James. da Faculdade de Ciências Químicas do Sri Lanka.

Este truque é bem simples.

Devemos preparar o arroz normalmente.

A única diferença é que, antes de levá-lo à água fervente, nós devemos adicionar um pouco de óleo de coco.
 
A quantidade ideal de óleo é 3% da quantidade de arroz que você pretende cozinhar.

Por exemplo, se usar 100g de arroz, use 30mL de óleo.

Depois de tudo pronto, colocamos o alimento na geladeira por 12h.

Resumindo: em vez de refogar, faça isto – ferva a água, acrescente óleo de coco e, só depois, coloque o arroz.

 
Deixe terminar o cozimento.
 
Espere esfriar e coloque na geladeira por 12 horas.
 
Está achando tudo muito estranho?
 
A explicação para o procedimento é a seguinte:
 
Quando refogamos o arroz no início ou cozinhamos de outras maneiras, nós tornamos o amido facilmente digerível, o que permite ao nosso corpo convertê-lo em açúcar e, logo depois, em glicogênio, para finalmente armazená-lo na forma de gordura..
 
Por outro lado, o processo de cozimento do arroz branco em água fervente, sem refogar, torna extremamente difícil a digestão do amido, diminuindo a possibilidade de que ele vire gordura.
 
O coautor do estudo, o dr. Pusparajah Thavarajah, revela que “a adição de lipídios (neste caso, o óleo de coco ou qualquer outra boa gordura culinária) reduz drasticamente a proporção de amido facilmente digerível”.
 
Isso significa que o óleo reage com o amido e, por conseguinte, muda a sua estrutura.
 
Ele também acrescenta que “o esfriamento do arroz [na geladeira] ajuda a deixar o amido em sua forma mais difícil e, assim, o arroz continua a ser menos calórico, mesmo depois de ser reaquecido”.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO