Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Vinho tinto e câncer de pulmão

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Homens que bebem uma quantidade moderada de vinho tinto podem reduzir o risco de ter câncer de pulmão, mesmo se fumantes, dizem pesquisadores.

Para o estudo, foram colhidos dados de 84.170 homens com idade entre 45 e 69 anos.

Foi constatada, em média, uma diminuição de 2% no risco de câncer de pulmão para cada taça de vinho tinto consumida por mês. A maior redução ocorreu entre os homens fumantes que beberam de uma a duas taças por dia. Nesse caso, o risco foi diminuído em 60%.

Estudos anteriores, realizados em animais de laboratório, sugerem que o resveratrol altera a atividade das células cancerígenas, induzindo as células anormais à morte e retardando o crescimento das cancerígenas, segundo a pesquisadora Chun Chao, do Kaiser Permanente Department of Research and Evaluation em Pasadena. O estudo, que foi publicado na edição de outubro do Cancer Epidemiology, Biomarkers & Prevention, não encontrou ligações claras entre a redução do risco de câncer de pulmão e o consumo de vinho branco, cerveja ou licor.

Mas os pesquisadores afirmam que o melhor mesmo é parar de fumar. Também dizem que ninguém deve começar a consumir vinho para prevenir câncer e que, antes de qualquer coisa, deve-se consultar um médico.

*Texto retirado de:http://www.umpaposobrevinhos.com.br/2008/10/vinho-tinto-e-cncer-de-pulmo.html