Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Truques e dicas para reduzir o estresse e ansiedade sem medicamento

A maioria de nós tem uma vida agitada e estressante.

O resultado disso é o desenvolvimento de males como a ansiedade.

Infelizmente, quando esse sintoma aparece, grande parte da população não sabe como lidar.

A melhor maneira de resolver o problema é entendendo o funcionamento do cérebro.

Para quem não sabe, o estresse pode nos afetar de maneiras diferentes e as causas podem ser várias:

  • Trabalho em excesso
  • Crise financeira
  • Pressões no trabalho
  • Filhos gritando e correndo o tempo todo
  • Casa bagunçada
  • Conflitos familiares

Quando vivenciamos um evento estressante, nossas amígdalas cerebelosas (um grupo de neurônios que contribuem para o processamento emocional) enviam um sinal de socorro ao hipotálamo.

O hipotálamo atua como um centro de controle do cérebro, comunicando-se com o resto do corpo através do sistema nervoso.

Isso é o que nos dá aquele sentimento de luta ou fuga.

A resposta de luta ou fuga é responsável pela reação física externa associada ao estresse (incluindo aumento da frequência cardíaca, aumento dos sentidos, ingestão mais profunda de oxigênio e uma descarga de adrenalina).
 
Neste processo, um hormônio chamado cortisol, que ajuda a restaurar a energia que o corpo usou com a resposta de luta ou fuga, é liberado.

Uma vez que o estresse se foi, nossos níveis de cortisol caem, e é por isso que muitas vezes nos sentimos cansados depois de um evento estressante.

Infelizmente, junto com o estresse sempre vem a ansiedade.
 
Você pode combater isso com alguns exercícios que duram, no máximo, dez minutos.

Confira:

1. Respire consciente

Todo ser vivo sabe respirar.

Essa ação é tão comum que fazemos sem pensar.

No entanto,  a respiração consciente é a prática de se concentrar em nossa respiração, a fim de se conectar ao nosso corpo.

Isso reduz o estresse a ansiedade a curto e longo prazo.

Além disso, oxigena melhor o cérebro e promove pensamentos positivos.

Vale a pena experimentar!

Atenção: quando você estiver num estado de ansiedade, pode até parecer que não consiga respirar, mas seja persistente.

2. Segure um cubo de gelo na sua mão

A psicoterapeuta Edie Stark diz, em artigo publicado na revista americana Bustle, que segurar um cubo de gelo pode ser uma maneira rápida e útil de combater a ansiedade aguda.

Interessante, não é mesmo?

Se você segurar o gelo, o seu sistema nervoso vai querer focar na frieza, e não no que quer que esteja causando o pânico.

O desconforto do frio também atuará como uma distração intencional.

3. Medite

Não é segredo para ninguém que meditar ajuda reduzir o estresse e a ansiedade.

A meditação anda de mãos dadas com a respiração, certo?

A meditação permite que você concentre sua atenção para dentro, em seu próprio corpo e mente, em vez de enfatizar os fatores externos que estão causando sua ansiedade.

Pesquisadores da Universidade de Harvard ficaram impressionados com os resultados que encontraram quando usaram ressonância magnética para testar o cérebro de indivíduos praticantes de meditação diária.

Os pesquisadores também descobriram que os indivíduos que praticam 27 minutos de meditação todos os dias aumentam a densidade de massa cinzenta em seu hipocampo, que é a parte do cérebro ligada à autoconsciência, à compaixão e à introspecção.

Os participantes também relataram reduções no estresse.

Se você nunca tentou a meditação, há muitas ferramentas e aplicativos on-line que podem ser usados para nos orientar no processo.

É melhor começar com uma meditação guiada, como a que se segue, até se sentir segurança o suficiente para meditar sozinho:

4. Pinte

Usar livros de colorir para adultos pode parecer um exercício tolo, mas é muito agradável.

O psicólogo clínico Scott M. Bea diz que tem tudo a ver com reorientar sua atenção.

O exercício é simples e exige muita concentração, assim como tricotar e cortar a grama.

Então, da próxima vez que você estiver se sentindo sobrecarregado com o estresse, saia e compre um livro de colorir, peça emprestado o lápis de cera de seus filhos e se divirta!

5. Use óleos essenciais

Os óleos essenciais, principalmente o de alfazema, são usados há séculos em todo o mundo para ajudar a reduzir a ansiedade e manter um equilíbrio no corpo e na mente.

A lavanda/alfazema melhora os sintomas, como inquietação, distúrbios do sono e queixas somáticas, e tem um impacto positivo na saúde geral e no bem-estar.

O melhor de tudo é que esse óleo é bem fácil de encontrar.

Basta inspirar  profundamente o perfume da lavanda quando estiver estressado, ou aplique um pouco do óleo no pulso.

Você também pode optar por usar um difusor de óleos essenciais em sua casa para criar uma atmosfera calmante.

6. Escreva seus sentimentos

Livros de autoajuda estão constantemente falando sobre a importância de escrever seus pensamentos e sentimentos, e há uma boa razão para isso.

Anotar suas emoções pode ajudar a reduzir o estresse e o trauma em sua vida, além de ajudar a lidar com as coisas menos agradáveis que estão ocorrendo em sua vida.

O dr. James W. Pennebaker, presidente do departamento de psicologia da Universidade do Texas, começou a investigar essa teoria examinando mais de 46 estudantes universitários saudáveis.

Todos os dias, os alunos eram obrigados a escrever sobre seus eventos pessoais traumáticos por 15 minutos diários.

Assim, ele descobriu que os estudantes que escreviam sobre seus sentimentos visitavam o centro de saúde do campus com menos frequência.

E tem mais!

Usavam menos analgésicos  do que aqueles que não escreviam.

Portanto, compre um diário e experimente.

7. Mastigar chiclete

Você pode estar pensando “Não há como o chiclete ajudar na minha ansiedade”, mas estudos mostram que ele realmente ajuda.

Um estudo realizado na Universidade de Cardiff revelou que a goma de mascar ajuda a reduzir o estresse, a fadiga, a ansiedade e a depressão.

Além disso, também melhora o humor.

Essa tática provavelmente funciona da mesma forma que um livro para colorir, dando-lhe outra coisa para focar sua atenção quando estiver estressado.
 
Considere manter uma caixinha de chiclete na sua bolsa para aqueles momentos em que você estiver se sentindo ansioso.

8. Rir

É comum as pessoas rirem quando se sentem sobrecarregadas, mesmo quando a situação não exige tanto.

Um estudo interessante realizado em 2003 mostrou que os participantes que assistiam a vídeos humorísticos tinham uma quantidade menor de estresse após o evento.

O mesmo teste também mostrou que o grupo do riso também teve um aumento na função imunológica.

Então, da próxima vez que você estiver se sentindo ansioso, reserve alguns minutos para assistir a este vídeo engraçado de um gato contra um pepino e sinta as ondas de riso passarem pelo seu corpo:

9. Elogiar

Elogiar uma pessoa querida pode  reduzir seus níveis de estresse.

Quando abraçamos  ou demonstramos carinho a um ente querido, nosso cérebro libera o hormônio oxitocina, que tem demonstrado a capacidade de inibir o cortisol.

Então, quanto mais oxitocina nós liberamos, menos estressados somos, e mais felizes seremos.

10. Passar tempo com um animal de estimação

Esses afagos que aumentam o humor não são reservados apenas para nossos amigos humanos, mas  também se estendem aos nossos amigos peludos.

Passar tempo com nosso animal de estimação quando estamos estressados pode aumentar a quantidade de oxitocina (bloqueadora de cortisol) em nosso corpo, o que instantaneamente melhora nosso humor e reduz nossos níveis de estresse.

Isso não é nenhum pouco difícil, não é mesmo?

Amar pessoas e animais faz muito bem para a saúde e para o coração.

11. Ouvir música

O tipo de música que você ouve pode ter um grande impacto no seu humor.

Independentemente do tipo de música que você está interessado, o ato de simplesmente ouvir música quando está estressado pode nos fazer bem.

Crie uma lista de reprodução cheia de músicas que façam seu coração cantar.

Todas essas dicas são muito boas e oferecem alívio quase imediato.

No entanto, se seu estresse e ansiedade forem muito difíceis de suportar, procure um médico ou psicólogo.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO