- PUBLICIDADE -

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Três ótimas receitas caseiras para pancreatite

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A pancreatite é uma inflamação no pâncreas.

Os sinais e sintomas de pancreatite mais comuns são dor abdominal na região superior, ardor intenso que muitas vezes irradia para as costas, náuseas e vômitos que pioram com a alimentação.

A pancreatite crônica, muitas vezes, leva à baixa energia e a sérias deficiências nutricionais.

É muito importante cuidar do problema para que ele não se agrave e se transforme em doenças mais sérias.

Algumas das causas da pancreatite é o consumo exagerado de álcool e pedras na vesícula.

Cálculos biliares grandes podem obstruir o ducto pancreático e impedi-lo de lançar suas enzimas para o intestino delgado.

Isso leva a uma pressão dentro do pâncreas, ocasionando dor e consequentemente a inflamação nos tecidos desse órgão.

O álcool, principalmente em excesso, também pode causar irritação no pâncreas, que pode ser agravada e virar uma pancreatite.

Outro fator de risco da doença é o consumo de refrigerantes, especialmente os do tipo “cola”, que irritam e inflamam todo o aparelho digestivo.

A cura da pancreatite não é fácil.

Mas existem na natureza estratégias para combater e vencer a doença.

Antes de tudo, melhore sua alimentação.

Elimine açúcar, laticínios, glúten, refrigerante, café, álcool e frituras.

Inclua na sua dieta anti-inflamatórios naturais, como a cúrcuma (açafrão-da terra), o gengibre, o abacate, o azeite de oliva e o limão.

Apenas esse cuidados já o ajudarão bastante.

Mas vamos reforçá-los com três superdicas.

Elas, porém, só devem ser usadas fora de períodos de crise.

Neste caso, o acompanhamento médico é essencial, pois haverá possivelmente até a suspensão de alimentação sólida.

Vamos às dicas.

A primeira delas é misturar 1 colher (sopa) de azeite extravirgem de oliva e 1 colher (sopa) de sumo (o caldo) de limão puro.

Tome essa mistura diariamente em jejum.

O azeite precisa ser extravirgem e de boa qualidade.

E o limão estar fresquinho.

Se conseguir limão e azeite orgânicos, melhor ainda.

A segundo delas é o suco verde com limão, gengibre, dente-de-leão, pepino, aipo e couve.

Você vai tomar este suco de manhã, meia hora depois da primeira receita.

Para fazê-lo, prepare uma xícara de chá de dente-de-leão: ferva 200 mL de água, acrescente 1 colher (chá) de dente-de-leão e tampe a panela.

Espere esfriar.

Depois, coloque esse chá dentro do copo do liquidificador e acrescente o sumo de 1 limão, 1 pedacinho de gengibre (do tamanho de uns 5 centímetros), 1 quarto de pepino, 1 folha de couve e 1 talo de aipo.

Bata tudo, coe e beba na hora.

A terceira dica é o chá de alcachofra, que deve ser tomado no fim da tarde.

O preparo do chá é simples: ferva 200 ml de água.

Quando levantar fervura, acrescente 1 colher (chá) de alcachofra.

Tampe a panela e espere esfriar.

Em seguida, coe e beba.

A alcachofra e o dente-de-leão, assim como todas as ervas medicinais, são vendidas desidratadas em lojas de produtos naturais.

Temos certeza que esta rotina de tratamento natural vai melhorar bastante a sua pancreatite e, quem sabe, até curá-la.

Mas não abandone o tratamento de seu médico, certo?

Mais Lidas