Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Tratamento natural da psoríase – receita da água de bardana

A psoríase atinge cerca de 2% da população mundial e entre 1% e 1,5% dos brasileiros.

Ela se manifesta inicialmente nos cotovelos, joelhos, couro cabeludo, mãos, unhas e plantas dos pés, mas pode atingir qualquer área da pele.

Sua causa é desconhecida e pode surgir em ambos os sexos, sem predominância de raça e, de maneira geral, entre os 30 e 40 anos de vida.

Trinta por cento dos psoríacos têm na família um parente consanguíneo doente.


Alguns fatores desencadeiam e agravam o problema: traumas na pele, como o atrito dos cotovelos com superfícies, abuso de bebida alcoólica, estresse, ansiedade, depressão e fatores imunológicos.

Os tratamentos mais comuns são tópicos e devem ser aplicados na pele produtos geralmente à base de corticóide.

Em alguns casos, é necessário o tratamento por via oral ou injetável.

Todas essas formas apresentam efeitos adversos, como falta de eficácia dos medicamentos após algum tempo de uso.

TRATAMENTO NATURAL

– Não consuma alcoólicas até não mais usá-las

– Diminua o consumo de alimentos gordurosos; mantenha hábitos alimentares saudáveis

– Tome banhos de sol – 30 minutos antes das 10 horas da manhã

– Faça caminhadas

– Procure relaxar, ficar longe do estresse

– Use sabonete de glicerina com óleo de andiroba, muito bom para cicatrização

– O suco de inhame é muito indicado. A receita está AQUI.

– A água de bardana é excelente: duas raízes de bardana cortadas em pedaços pequenos, crus, dentro de dois litros de água por dois dias. Depois, guarde na geladeira e beba um copo diariamente em jejum.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO