Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Tensão pré-menstrual (TPM): causas e tratamentos naturais

Dores de cabeça, inchaço, irritabilidade, depressão e cansaço são apenas alguns dos sintomas desagradáveis ​​da tensão pré-menstrual (TPM), que afeta milhões de mulheres a cada mês.

Mas, felizmente, a TPM não está inteiramente fora do controle de uma mulher. 

Pesquisam mostram que a dieta desempenha um papel significativo na severidade dos sintomas da TPM, e muitas mulheres poderiam aliviar suas crises mensais simplesmente mudando a alimentação ou tomando suplementos nutricionais.


A sociedade tem feito, em muitas ocasiões, piadas sobre as mulheres afetadas pela TPM.
Mas a verdade é que essa síndrome pode ser um problema difícil, por vezes graves, para as mulheres.

Dra. Mary D. Eades, em seu livro “Guia Completo para Doutores de Vitaminas”, estima que cerca de um terço das mulheres sofre de sintomas relacionados como a oscilação de seus hormônios a partir da penúltima ou última semana de seu ciclo mensal.

Algumas mulheres sentem esses sintomas sem tanta regularidade, porém cerca de uma em cada dez experimenta-os a todos os meses, de acordo com Eades.

O fato é que a TPM pode se tornar tão grave a ponto de causar depressão geral na vida diária.

Então, por que algumas mulheres sofrem mais do que outras e o que fazer para a TPM não atrapalhar a vida delas?

A resposta pode ser encontrada na alimentação e nos suplementos naturais.

A pesquisa sugere que os sintomas da TPM surgem mais frequentemente em mulheres com altos níveis de estrogênio no sangue em comparação com progesterona.

Em “Alimentos que Combatem a Doença”, Laurie Deutsch escreve: “TPM poderia ser referida como intoxicação estrogênio”.

No entanto, há um número de formas naturais de lidar com um tal desequilíbrio e prevenir e superar os sintomas de TPM.

Por exemplo, acredita-se que o alcaçuz reduza os níveis de estrogênio, aumentando simultaneamente os níveis de progesterona, criando um equilíbrio melhor.

A soja (derivados, como tofu e missô) também pode ajudar os níveis de hormônio de equilíbrio e é por isso que muito menos japonesas  sofrem de TPM do que as americanas, de acordo com Robert Haas em “Remissões Permanentes”.

Óleo de prímula, óleo de linhaça, lavanda, salsa, pólen de abelha e a planta vitex são outros suplementos naturais que podem aliviar os sintomas da TPM.

Também eficaz é a erva chinesa dong quai, que tem sido chamada de “presente da natureza para as mulheres”, de acordo com a Earl Mindell em “Remédios Secretos”.

“É um tónico para o sistema reprodutor feminino e ajuda a regular o ciclo menstrual, especialmente os desequilíbrios que são responsáveis ​​por alguns dos sintomas da síndrome pré-menstrual”, escreve Mindell.

Crescente evidência mostra que essa síndrome também pode ser desencadeada por deficiências de certas vitaminas ou minerais, especialmente de magnésio.

“A deficiência de magnésio está fortemente relacionada como um fator da síndrome pré-menstrual. Níveis de magnésio em pacientes com TPM são significativamente menor do que em indivíduos normais”, escrevem Michael T. Murray e Joseph L. Pizzorno na “Enciclopédia de Medicina Natural”.

No “Guia de um Médico para Produtos Naturais da saúde que Funcionam”, o Dr. James Howenstine escreve: “Muitas mulheres com síndrome pré-menstrual têm níveis elevados de açúcar e de gordura de leite e valores baixos de magnésio no sangue. Suplementação de magnésio parece ser uma necessidade, especialmente em pessoas que estão recebendo pouco magnésio a partir de sua água”.

Mulheres com TPM também são frequentemente deficiente em cálcio, zinco e vitaminas do complexo B, especialmente a vitamina B6, e muitas vezes podem se beneficiar muito com a suplementação.

Além da suplementação nutricional, as mulheres podem ajudar a prevenir a TPM fazendo mudanças em suas dietas.

Comer mais alimentos ricos em ácidos graxos ômega-3, como peixes gordos e vegetais de folhas verdes, é importante, pois a deficiência dessa substância também foi associada à síndrome pré-menstrual.

Dr. Stephanie Beling, em “Alimentos de Energia”, recomenda às mulheres que sofrem de TPM tentar eliminar a carne e produtos lácteos da dieta e e aumentar a ingestão de frutas e legumes.

Além da alimentação, muitas mulheres com TPM também se beneficiam com técnicas de relaxamento e meditação.

Denise Foley, autora do livro “Enciclopédia da Mulher”, sugere às mulheres que procuram aliviar a TPM e aumentar a saúde geral seguir um regime que inclui “a meditação, beber de oito a dez copos de água por dia e mudar para uma dieta de baixo teor de gordura, pobre em açúcar , com muito pouco álcool e sem cafeína”.

Muitas mulheres aceitam síndrome pré-menstrual como um fato da vida e sofrem passivamente com isso, mas existem muitos remédios naturais disponíveis para ajudar a prevenir e tratar as dores da TPM.

Como todos os problemas de saúde, você tem o poder de alterar o seu quadro de desconforto.

Para tanto, basta dar ao seu corpo o que ele precisa.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM