- PUBLICIDADE -

Error: Embedded data could not be displayed.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

5 sucos naturais que ajudam a baixar o colesterol

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Com estes sucos, você vai diminuir a taxa de colesterol ruim, melhorar a qualidade de vida e reduzir o risco de doenças cardiovasculares.

O colesterol é uma molécula de gordura que compõe membranas celulares.

Ele auxilia na produção de vitamina D, hormônios como cortisol e testosterona, além de ácidos biliares, que auxiliam na digestão das gorduras da alimentação.

Pelo fato de ser uma molécula gordurosa, o colesterol não é solúvel em líquidos aquosos, o que inclui o sangue.

Diante disso, ele precisa de um “transportador” para poder circular e alcançar os mais diversos órgãos e tecidos.

Essa tarefa é de responsabilidade das lipoproteínas, sendo as principais o HDL, o LDL e o VLDL.

Entenda!

Colesterol bom (HDL)

O colesterol bom é uma lipoproteína de alta densidade, sendo responsável por tirar o colesterol do sangue e transportá-lo até o fígado para excreção.

Ele também protege contra infartos e acidente vascular cerebral (AVC).

Colesterol ruim (LDL)

O colesterol ruim é uma lipoproteína de baixa densidade, que se acumula nas artérias com mais facilidade, formando placas ateroscleróticas.

Colesterol VLDL

Esta lipoproteína é de baixa densidade, porém é responsável por levar colesterol e triglicerídeos para os órgãos e tecidos.

Após a liberação dos triglicerídeos, esta molécula se transforma em colesterol ruim (LDL).

Diante desses fatores, o colesterol é benéfico para o organismo, desde que esteja em quantidade adequada.

O excesso dessa molécula, ou seja, do colesterol ruim (LDL), pode provocar diversos problemas de saúde, tais como:

  • Acidente vascular cerebral (AVC)
  • Infarto
  • Pressão alta
  •  Entupimento de veias e artérias
  •  Insuficiência cardíaca
  •  Doença coronariana

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), as doenças cardiovasculares matam cerca de 400 mil brasileiros por ano.

Causas do colesterol alto

O desenvolvimento dessas doenças está associado a diversos fatores de risco, tais como:

Histórico familiar: o colesterol alto pode ser genético, sendo repassado de pais para filhos.

Neste caso, raramente ele poderá ser tratada com mudanças no estilo de vida.

Sedentarismo: a falta de atividades físicas pode contribuir para o aumento do colesterol ruim.

Portanto, o exercício ajuda a “queimar” o colesterol LDL e a aumentar os níveis do colesterol bom (HDL).

Dieta inadequada: alimentação com excesso de gorduras e carboidratos, além de quantidade insuficiente de fibras e alimentos antioxidantes, pode aumentar os níveis de colesterol ruim.

Obesidade e síndrome metabólica: o consumo exagerado de calorias está associado à resistência à insulina, hormônio que metaboliza o açúcar e também está envolvido no armazenamento de gordura.

Pré-diabetes e diabetes: a resistência frequente à insulina pode ocasionar um descontrole metabólico, aumentando a elevação dos níveis de colesterol no sangue.

Hipotireoidismo: quando a glândula tireoide não funciona adequadamente, pode interferir no metabolismo lipídico, aumentando o colesterol.

Doenças renais ou do fígado: pacientes que sofrem com esses problemas também podem ter o metabolismo das gorduras prejudicado.

Abuso de álcool ou drogas: como essas substâncias causam prejuízos ao fígado, quem faz uso abusivo pode ter colesterol elevado.

Uso de certos medicamentos: algumas substâncias, como a cortisona ou drogas para evitar a rejeição após transplantes, contribuem com o aumento do colesterol.

5 sucos para o colesterol alto

Sucos de frutas naturais são excelente aliados para diminuir os níveis de colesterol ruim (LDL) do organismo.

Por meio dessas bebidas, você melhora a qualidade de vida e reduz o risco de doenças cardiovasculares.

Porém, para obter todos os benefícios, opte por utilizar frutas frescas, com casca e de preferência orgânicas, livres de agrotóxicos.

Caso não encontre frutas orgânicas, veja aqui como higienizá-las.

Confira cinco sucos para manter os níveis de colesterol controlados.

Suco de melancia

A melancia contém licopeno, arginina e citrulina, antioxidantes que protegem as artérias dos danos do colesterol ruim (LDL).

 Com isso, diminui a formação de placas de gordura.

Como fazer:

Passe duas fatias de melancia com casca em uma centrífuga e tome em seguida.

Caso não seja possível usar uma centrífuga, bata a polpa da fruta no liquidificador e coe.

Suco de uva

A uva possui uma substância chamada resveratrol, antioxidante que combate a produção de toxinas e radicais livre.

Com isso, diminui os níveis de colesterol ruim (LDL), prevenindo infartos e acidente vascular cerebral (AVC).

Como fazer:

Bata no liquidificador um copo de uvas roxas com meio copo de água, coe e adoce a gosto.

Beba em seguida.

Suco de abacaxi

É rico em fibras e vitamina C, ajuda a proteger as aveias e eliminar o colesterol ruim.

Como fazer:

Coloque no liquidificador três fatias de abacaxi, um copo de água, bata bem e tome em seguida.

Tente tomar sem adoçar, mas se não for possível opte por mel puro ou açúcar mascavo em pequena quantidade.

Suco de goiaba

A goiaba é rica em fibras solúveis e pectina, substâncias que ajudam a limpar o aparelho intestinal.

Desse modo, o colesterol ruim é eliminado juntamente com as fezes.

Como fazer:

Bata no liquidificador: quatro goiabas vermelhas – com casca – suco de um limão e um copo de água.

Coe, adoce a gosto (com mel puro ou açúcar mascavo) e tome em seguida.

Suco de tomate

É rico em potássio, substância que que atua no transporte de nutrientes, além de ser rico em licopeno, que diminui o colesterol ruim.

Como fazer:

Bata no liquidificador três tomates maduros com casca, 150 ml de água, tempere com sal e pimenta-do-reino e tome na sequência.

Importante

Tome um desses sucos diariamente por três meses, para poder garantir que os níveis de colesterol alto no sangue realmente vão cair.

Além disso, é essencial seguir uma dieta balanceada, evitando alimentos industrializados e ricos em gorduras.

Pratique algum tipo de atividade física no mínimo três vezes por semana.

Esses exercícios devem ser realizados por uma hora e também devem ser o suficiente para aumentar a frequência cardíaca e para estimular o emagrecimento.