Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Spirulina

A spirulina é uma alga unicelular de cor verde-azulada. Rica em proteína, apresenta todas as vitaminas do complexo B, vitamina A, vitamina E e minerais, como ferro, fósforo, zinco, cálcio, potássio, magnésio, selênio, sódio e cromo, bem como um alto teor de clorofila e o potente antioxidante superóxido dismutase. A spirulina tem dez vezes mais ferro que a mesma quantidade de espinafre e 26 vezes mais cálcio que o leite de vaca.

A spirulina é utilizada como fonte de proteína desde tempos antigos na África e América do Sul.

Comparada à proteína da carne, que é de difícil digestão (apenas 20% digestível), a spirulina é 95% digestível, pois contém enzimas, que ajudam no processo digestivo.

Em outras palavras, comendo spirulina, ingere-se proteína de alta qualidade que não é tão pesada para o corpo – o que é excelente para os vegetarianos.

Além disso, a spirulina é pobre em gordura, calorias e colesterol.

Comer spirulina 30 minutos antes das refeições satisfaz o apetite, permitindo a redução do consumo geral de comida.

Pode ser usada como suplemento alimentar de atletas, durante ou após as refeições, e como fonte instantânea de energia em exercícios de longa duração.

Terapeuticamente, o uso da spirulina melhora a circulação sanguínea, reduz os níveis de colesterol e ajuda no tratamento de diabete, anemia, úlceras, doenças hepáticas, câncer, entre outros.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM