quarta-feira, 19 janeiro 2022
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Sonambulismo infantil: entenda mais sobre esse distúrbio de sono e o que fazer

Pelo fato de a criança ficar andando pela casa durante o sono, pais ou responsáveis devem adotar algumas medidas de segurança.

Provavelmente você já deve ter ouvido falar em sonambulismo, que nada mais é do que um distúrbio do sono.

Nesse transtorno, as funções motoras da pessoa acabam despertando, ela acaba se levantando e realizando atividades enquanto ainda está dormindo.

O sonambulismo infantil, assunto do texto de hoje e também o mais comum, geralmente acontece entre os três e 10 anos de idade.

Nesse período, a criança está desenvolvendo intensamente o seu sistema nervoso, que reflete diretamente no sono.

Segundo o Instituto Brasileiro do Sono, cerca de 15 a 30% das crianças passam por um distúrbio de sonambulismo.

Desses dados,  em média 3 a 4% acabam evoluindo e tendo episódios repetitivos, podendo se estender até a fase adulta.

No entanto, são raros estes casos e normalmente, essas condições desaparecem na puberdade.

Geralmente, um episódio de sonambulismo infantil ocorre após duas horas da criança pegar no sono.

Durante o episódio, a criança está dormindo, porém, fica com olhos abertos e fixos para o “nada”.

Ela realiza atividades como se estivesse acordada, como, por exemplo:

  • Se sentar na cama;
  • Abrir portas, janelas e/ou gavetas;
  • Correr pela casa;
  • Comer;
  • Falar frases sem sentido;
  • Urinar em locais inadequados.

Causas do sonambulismo infantil

Ainda não existem causas definidas para esse transtorno, todavia, a imaturidade do sistema nervoso central pode estar relacionada.

Além disso, fatores genéticos, noites mal dormidas, febre, estresse e vontade de fazer xixi durante os sono, também podem ter relação com o problema.

O sonambulismo infantil é perigoso?

O transtorno em si não é perigoso para a saúde, no entanto, pode causar algumas consequências.

Dentre elas, podemos citar uma queda no rendimento escolar, devido às noites mal dormidas e sedentarismo.

Além disso, uma criança sonâmbula corre o risco de sair de casa no meio da noite a acabar se perdendo ou até mesmo sofrer um acidente dentro ou fora da casa.

Cuidados e tratamento

Embora seja uma fase que vai passar, mas, pelo fato de a criança ficar andando pela casa durante o sono, pais ou responsáveis devem adotar algumas medidas de segurança.

Afinal, não existe um tratamento específico, com exceção de casos graves.

Nesse caso, é necessário o acompanhamento de um neuropediatra e alguns medicamentos prescritos pelo profissional.

Porém, os pais devem tomar alguns cuidados todas as noites, como :

  • Regular os hábitos de sono da criança, estabelecendo um horário para dormir e acordar;
  • Não deixar a criança comer e nem beber nada antes de dormir, sempre algumas horas antes;
  • Evitar brincadeiras agitadas antes de ir para a cama e aparelhos eletrônicos como celular, computador, e televisão;
  • Mantenha o quarto da criança livre de objetos e/ou móveis que ela possa tropeçar e cair;
  • Mantenha objetos cortantes como facas e tesouras fora do alcance das crianças, bem como objetos e pontiagudos e produtos químicos;
  • Deixe as portas e janela bem trancadas, como também, feche as saídas para sacadas, evitando uma possível queda;
  • Ao encontrar a criança perambulando pela casa, não sacuda e nem tente acordá-la, evitando que ela fique nervosa;
  • Quando isso acontecer, apenas a acompanhe até a cama e aguarde que ela adormeça.

Veja aqui dicas para resolver distúrbios do sono em bebês e crianças.

- PUBLICIDADE -

Veja Também

Redes Sociais

3,436,539FãsCurtir
159,642SeguidoresSeguir
574,693SeguidoresSeguir
522SeguidoresSeguir
3,879SeguidoresSeguir
564,000InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -