Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Se você tem o hábito de colocar seu cão/gato no sofá e cama, sua saúde está em perigo. Saiba por quê.

Atenção!

Este post é um alerta e uma prestação de serviço.

Nós amamos nossos animais de estimação.

Mas não devemos deixá-los no nosso sofá ou na nossa cama.

Isso representa uma ameaça à nossa saúde.

Veja o que ocorre…

Cães e gatos carregam pulgas, carrapatos e outros parasitas.

Mesmo quando tratados adequadamente, esses animais podem transmitir doenças, inclusive problemas alérgicos.

Razão pela qual deixá-los no sofá ou na cama não é uma boa ideia.

Quem corre mais riscos são as crianças, os idosos e as pessoas com imunidade baixa.

E este é o motivo pelo qual os proprietários de animais de estimação devem ter certos cuidados.

Beijar na boca é outro erro.

Mas muitos, por motivos sentimentais, não querem nem cogitar parar com essa prática.

E infelizmente não são raros os problemas de saúde provocados pelo contato impróprio com cães e gatos.

De quem é a culpa?

Dos nossos animais?

De maneira alguma!

Eles são totalmente inocentes nesta história.

Só para você ter uma ideia, pesquisa mostrou que cerca de 60% dos donos de cães e gatos nos Estados Unidos dormem com seus animais de estimação diariamente.

Claro que esta tendência não está associada apenas com os americanos.

O mesmo deve ocorrer no Brasil, em Portugal, no Japão, na Argentina, em Angola, no Canadá…

Por outras palavras, esta é uma prática comum em todo o mundo.

Então, se você cria um animal de estimação, observe estes cuidados: não o coloque no sofá, na cama, não durma com ele, não beije a boca dele.

Especialmente devem seguir esses conselhos as crianças, os idosos, os doentes e os que estão com a imunidade baixa.

Você não deve parar de cuidar e amar o seu cão/gato.

Mas apenas ter os (poucos) cuidados para não pôr em risco a sua saúde e a de sua família.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM