Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Se aparecerem estas bolhas no seu corpo, você pode estar com esta perigosa doença – e como se livrar dela!

Este é um post de conscientização.

Os pais adoram ver as crianças brincando em praças, parques e outros lugares públicos de lazer.

É realmente uma grande satisfação acompanhar a interação dos pequenos com o mundo fora de casa.

O problema é que, apesar de garantir grandes aprendizados, expor os filhos a uma numerosa quantidade de pessoas pode ser arriscado para a saúde deles.

Isso porque esses lugares estão geralmente cheios de vírus e bactérias.

Uma dessas  ameaças é a doença mão-pé-boca.

Precisamos, de fato, tomar muito cuidado quando levamos nossos filhos para brincar em lugares públicos.

As crianças com menos de 5 anos são as mais propensas a sofrer desse mal.

No entanto, os adultos também podem contrair a doença.

Afinal de contas, o vírus se espalha através do contato com a saliva e outros fluidos corporais.

E que lugares têm grande chance de nos submeter a esse problema?

Os públicos, como banheiros de shoppings e brinquedos compartilhados, por exemplo.

Esta doença geralmente dura alguns dias e acarreta uma série de complicações no corpo, como:

  • Febre alta
  • Dor de garganta
  • Erupção cutânea e bolhas dolorosas nas mãos, pé e boca
  • Fadiga
  • Irritabilidade entre bebês e crianças pequenas
  • Perda de apetite

Para tratar a doença e acabar com o vírus, você deve:

1. Seque as feridas e bolhas na boca com cubos de gelo de água de coco

Imagine a dor que deve ser se alimentar com a boca toda ferida.

Quando você passa gelo de água de coco, não só alivia os sintomas, como também fornece potássio e eletrólitos que fazem maravilhas para combater a desidratação!

2. Tomar caldo de osso e canja de galinha orgânica

Uma dieta forte aumentará a imunidade e combaterá o vírus.

Por isso recomendamos um caldo de osso ou canja de galinha caipira criada sem antibióticos e outras drogas.

3. Usar óleo de tea tree

Este óleo essencial é rico em propriedades antivirais, antissépticas, antifúngicas e antibacterianas.

Assim, pode ajudar a acelerar o processo de cicatrização e evitar que o vírus se espalhe ainda mais.

Adicione algumas gotas ao seu sabonete líquido favorito e tome banho com ele.

Tenha em mente que o óleo de tea tree não deve ser usado por mulheres grávidas.

4. Usar óleo de coco

Você pode acelerar a cicatrização das bolhas aplicando suavemente o óleo de coco na pele.

Isso porque ele contém compostos antimicrobianos e antivirais que proporcionam alívio e ajudam a prevenir a propagação da doença.

5. Tomar banhos de sal de Epsom

Um banho com sal Epsom é outra ótima maneira de proporcionar alívio e acelerar o processo de cura, acalmando a pele e desintoxicar o corpo.

6. Lavar a boca com água salgada ou bicarbonato de sódio

Depois que se alimentar, lave a boca com sal e água.

Basta misturar meia colher (chá) de sal do Himalaia ou bicarbonato de sódio em um copo de água morna e bochechar.

Depois cuspa e repita o processo.

Isso ajuda a equilibrar os níveis de pH, além de aumentar sistema imunológico.

Para evitar a doença, você deve sempre seguir essas instruções:

  • Lave bem as mãos com sabão, especialmente depois de usar o banheiro, trocar fraldas ou antes de preparar alimentos.
  • Desinfete as áreas e superfícies que entram em contato com muita gente.
  • Certifique-se de que sua família está tem uma boa higiene e evite colocar as mãos ou os dedos na boca
  • Isole as pessoas contaminadas, mantendo as crianças que têm essa doença fora da creche ou da escola até que a desapareça e que a maioria das bolhas tenham cicatrizado.
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO