Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Remédios caseiros para diminuir os níveis de creatinina no sangue

Para que o corpo funcione bem e de maneira adequada, o sangue precisa estar com níveis baixos de creatinina.

Você já ouviu falar em creatinina?

Sabe o quanto ela é importante para o bom funcionamento do nosso corpo?

A gente explica: a creatinina é um resíduo natural do corpo criado pelo movimento diário dos músculos.

É encontrada no sangue e na urina, e  expelida pelos rins.

Para que o corpo funcione bem e de maneira adequada, o sangue precisa estar o mais limpo possível (com baixos níveis de creatinina).

Isso porque o sangue rico em creatinina pode provocar distúrbios renais graves e até fatais, como a uremia (condição que envolve níveis anormalmente elevados de resíduos no sangue).

Mas o que será que causa altos níveis de creatinina?

Primeiro, é preciso saber que apenas por meio de exame de sangue os médicos conseguem detectar os níveis de creatinina.

Caso o resultado aponte aumento de resíduo, serão necessários testes complementares.

É que suplementos e alimentos podem aumentar temporariamente os níveis de creatinina no corpo.

O consumo excessivo de muita proteína ou a prática exagerada de exercícios pesados também podem aumentar os níveis de creatinina. 

Além disso, uma infecção grave também pode provocar danos nos rins.

E não é só: fluxo sanguíneo reduzido ou pressão arterial baixa causada por doença arterial ou desidratação grave também podem danificar os rins.

Doenças como diabetes, lúpus, síndrome de Goodpasture, gota, rabdomiólise e perda de sangue prejudicam o rim e o glomérulo (filtro do rim) e podem elevar os níveis de creatinina. 

Se você está com os níveis altos de creatinina no sangue, é hora de mudar sua dieta: 

Diminua o consumo de proteínas

O consumo exagerado de proteína pode causar um aumento temporário nos níveis de creatinina, mesmo em uma pessoa saudável. 

A carne vermelha cozida parece ser a principal vilã.

É que ela já possui naturalmente creatina. Quando cozida, a creatina se transforma em creatinina.

Então, reduza o consumo de carne vermelha e laticínios.

Uma boa alternativa é trocá-los por proteínas vegetais, como feijão.

Consuma mais fibras

A ingestão de fibras ajuda a equilibrar o sistema digestivo e a reduzir os níveis de creatinina.

Um recente estudo publicado no European Journal of Clinical Nutrition observou que a fibra alimentar ajudou as pessoas com doença renal crônica a reduzir seus níveis de creatinina.

Dê preferência a alimentos vegetais, incluindo frutas, vegetais, sementes e grãos integrais. Eles contêm fibras.

Beba líquidos

A desidratação e a falta de líquidos podem aumentar os níveis de creatinina no organismo. 

Tome suplementos de quitosana

A quitosana é um composto natural que auxilia no processo de emagrecimento, facilita a cicatrização e regula os níveis de colesterol no sangue.

Um estudo observou que a quitosana reduziu significativamente a creatinina em ratos com insuficiência renal.

Fuja de suplementos à base de creatina

Muitos atletas e fisiculturistas tomam suplementos contendo creatina para dar mais resistência aos músculos.

Os músculos usam creatina para obter energia, mas, se não for utilizada, será convertida em creatinina.

Use ervas medicinais

A sálvia é uma erva muito usada no tratamento de altos níveis de creatinina. 

Ela protege, segundo estudos, as pessoas de certos tipos de insuficiência renal.

Mas cuidado!

A sálvia tem propriedades psicoativas e deve ser usada de acordo com orientações médicas. 

Outras ervas que podem ajudar a reduzir os níveis de creatinina são: dente-de-leão, canela, folha de urtiga, astrágalo, ginseng, chicória e camomila.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM