Reajuste de 5,49% nos preços dos Correios afeta envios de cartas e telegramas

Foto: FERNANDO FRAZÃO / AGÊNCIA BRASIL

Aumento, baseado no IPCA, impacta serviços postais nacionais e internacionais.

Em uma decisão anunciada nesta segunda-feira (3), o Ministério das Comunicações autorizou um aumento de 5,49% nos valores dos serviços postais prestados pelos Correios.

A medida, que já está em vigor, afeta o envio de cartas e telegramas, tanto nacionais quanto internacionais, entre outros serviços oferecidos pela empresa estatal.

O reajuste tem como base a variação do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) no período de janeiro a dezembro de 2022, conforme apurado pelo IBGE (Instituto Nacional de Geografia e Estatística).

Para a definição do aumento, também foi descontado o Fator de Produtividade, um percentual relacionado ao tempo que um funcionário leva para realizar atividades específicas de sua função.

Com a atualização dos valores, o custo do envio de cartas e aerogramas nacionais varia de R$ 2,45 a R$ 13,45, a depender do peso, limitado a 500 gramas.

Já os telegramas nacionais terão preços entre R$ 10,29 e R$ 14,90, dependendo do canal utilizado para a solicitação (internet, telefone ou presencialmente, em uma agência dos Correios).

Além disso, a Portaria publicada no Diário Oficial da União apresenta um novo agrupamento de países para precificar o envio de correspondências internacionais.

O último reajuste nos valores praticados pelos Correios ocorreu em maio de 2022.

Faça um pix de qualquer valor e ajude Cura pela Natureza a manter seu trabalho informativo. Os doadores terão o nome divulgado nas nossas redes sociais (Instagram, YouTube, Facebook, Pinterest, Twitter) como forma de agradecimento e serão os “Supercolaboradores do Mês”. Chave pix: [email protected].

Mais em: