Proteja seus filhos: os 7 pontos mais infectados na escola

Imagem: Depositphotos

Veja quais são os locais da escola com a maior presença de germes.

Estudar e frequentar a escola é um dos maiores benefícios que alguém pode desfrutar.

A educação é a chave que abre as portas para um mundo de oportunidades, crescimento pessoal e realização de sonhos.

Mas, infelizmente, nem todos têm acesso a essa oportunidade.

Por isso, é essencial reconhecer a importância desse privilégio e a responsabilidade que ele carrega.

Desde tenra idade, as crianças são apresentados ao ambiente escolar, onde começam a absorver o conhecimento que moldará seu futuro.

O acesso à educação permite a aquisição de habilidades práticas e acadêmicas.

Também ensina a pensar criticamente, a questionar e a explorar o mundo ao redor.

É através da educação que se desenvolve a capacidade de tomar decisões informadas e de contribuir positivamente para a sociedade.

A escola não é apenas um local de aprendizado, e sim, um espaço onde se fazem amigos, cria-se memórias e se desenvolvem habilidades.

A interação com colegas e professores ensina a trabalhar em equipe, a ser empáticos e a entender diferentes perspectivas.

Essas experiências são inestimáveis e contribuem para a formação de indivíduos bem-arredondados.

Além disso, a educação é a base para muitas oportunidades futuras.

Ela abre portas para empregos melhores, maiores salários e uma vida mais confortável.

Através do aprendizado contínuo, é possível aspirar a carreiras que contribuem para o crescimento pessoal e profissional.

No entanto, a importância do estudo não se limita apenas ao aspecto acadêmico.

Ele também tem um impacto significativo na saúde e no bem-estar das crianças.

Uma consideração importante relacionada ao estudo é o ambiente em que as crianças passam a maior parte do tempo: a escola.

E lá dentro existem locais com maior presença de germes que podem representar riscos para a saúde de seu filho.

Alerta aos pais

Uma pesquisa da marca Clorox nos EUA revelou que as roupas usadas pelas crianças na escola retornavam com 28 vezes mais germes do que o assento médio do vaso sanitário.

O estudo revelou que as mochilas das crianças podem conter 31 vezes mais germes do que um celular comum.

Cerca de 69% dos pais estão preocupados com seus filhos trazendo germes da escola para casa.

Já 54% deles esperam que seus filhos não os deixem doentes devido a esses microrganismos.

Por isso, vamos explorar quais são esses locais potencialmente perigosos e o que fazer para proteger a saúde dos estudantes.

É fundamental estar ciente dessas áreas e adotar medidas preventivas para garantir um ambiente escolar mais seguro e saudável.

Vamos descobrir como manter nossas crianças protegidas contra os germes indesejados na escola.

Material escolar compartilhado

Na sala de aula, os utensílios são compartilhados de mão em mão, facilitando a propagação de germes.

Uma solução é fornecer ao seu filho um kit de materiais individual e mantê-lo limpo com desinfetantes.

Produtos específicos podem ser usados em estojos, pastas, mochilas e até calçados.

Se não for possível, fale com o educador sobre a disponibilidade de produtos para desinfecção na sala.

Essas medidas ajudam a reduzir a disseminação de germes na escola.

Refeitório

O refeitório da escola pode ser um local cheio de germes.

Para proteger seus filhos, ensine a importância de lavar as mãos antes e depois das refeições, evite o compartilhamento de utensílios.

Se possível, considere enviar almoços caseiros para reduzir os riscos de contaminação.

Bebedouro

Embora a hidratação seja essencial, os bebedouros escolares podem estar contaminados.

Levar uma garrafa de água personalizada é uma opção saudável e mais segura.

Se usar os bebedouros, espere alguns segundos para a água escorrer e evite encostar a boca na saída.

Lave as mãos após o uso para manter a higiene.

Maçanetas e carteiras

Assim como em casa, maçanetas e mesas na escola podem ser fontes de germes.

É crucial ensinar às crianças o hábito de lavar as mãos regularmente, tornando-o mais divertido com jogos ou músicas sobre higiene das mãos.

Se lavar as mãos não for possível, instrua as crianças a evitar tocar o rosto após tocar em superfícies potencialmente contaminadas.

Banheiros

Os banheiros da escola também são locais com alto potencial de contaminação.

As crianças frequentam esses espaços várias vezes ao dia, e a falta de hábitos adequados de higiene pode contribuir para a disseminação de doenças.

É fundamental que as escolas incentivem práticas de higiene entre os alunos e garantam a limpeza e manutenção adequadas dos banheiros.

Laboratório de informática

Mouses e teclados, apesar de parecerem inofensivos, podem conter germes.

Ensine seu filho a não tocar no rosto e a lavar as mãos após usar esses dispositivos.

Evite o uso compartilhado de fones de ouvido, pois também podem transmitir infecções.

É melhor prevenir!

Ginásio e/ou parquinho

O lazer ao ar livre é essencial, mas roupas e objetos podem abrigar germes.

Lave as roupas regularmente, tenha uma área de desinfecção para pertences e assegure que seus filhos tomem um banho após a recreação.

Com medidas simples, você pode proteger seus filhos de germes na escola.

Incentive a higiene e forneça materiais individuais quando possível.

Leia também: