Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Proteja-se contra Alzheimer e melhore sua memória com estas dicas e receita natural

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Gostou?

Mas ainda não acabou, tá?

Falta falar do nosso queridinho em relação ao assunto memória: o alecrim.

Pesquisa publicada no Therapeutic Advances in Psychopharmacology mostrou que o aroma do alecrim pode ajudar a melhorar o desempenho mental. 

Além disso, poderia aumentar a velocidade e a eficácia com que a mente processa a informação.  No estudo, realizado pela Universidade da Northumbria, de Newcastle (Reino Unido), foi revelado que cheirar alecrim aumenta a memória entre 60 e 75%. 

Ainda segundo a pesquisa, o alecrim ajudaria não só a trazer as lembranças do passado, mas também fortaleceria a memória para lembrar as coisas simples dos fatos cotidianos, como datas, tarefas ou lugares em que se deixam determinados objetos.

Além disso, os pesquisadores sugerem que o aroma do alecrim também ajudaria a estimular a capacidade de realizar exercícios mentais matemáticos e, portanto, da memória prospectiva, que é a que permite se lembrar de ações que queremos realizar no futuro.

Quer uma receita boa à base de alecrim para fortalecer a memória?

Clique <AQUI>

Você já parou para pensar por que o alimento é tão importante? 

A maioria das pessoas só se alimenta para matar a fome e saciar o desejo.

No entanto, a função dos alimentos vai muito além disso. 

A comida está diretamente ligada ao funcionamento físico e mental do nosso corpo.

Certos alimentos, por exemplo, são superimportantes para melhorar a função cerebral.

O que acontece é que, com o passar do tempo, sofremos declínio mental por diversos fatores. 

Por isso, nada como uma boa dieta para evitar doenças naturais do envelhecimento  e aumentar a capacidade de memorização.

Os idosos são mais frágeis e, por isso, precisam de maior dedicação à dieta saudável.

Veja quais os alimentos/substâncias que fortalecem o cérebro, protegendo-o contra doenças:

Ômega 3:  peixes oleosos são muito bons para o cérebro, pois são ricos em minerais e ômega 3 – salmão, atum e bacalhau, por exemplo.


Frutas secas: o cérebro requer muitos nutrientes que as frutas secas oferecem, como vitamina B e E, ômega 3, fibras, ferro, fósforo, cálcio e zinco.

Para desfrutar de tudo isso, basta comer nozes, amêndoas e castanhas.

Frutas como maçã têm muita quercetina, que é uma substância que protege o cérebro contra os radicais livres. 

As frutas vermelhas também são excelentes para consumir, se você deseja cuidar bem do funcionamento do seu cérebro. 

Elas retardam o envelhecimento celular e agem contra a falta de memória.

Gostou?

Mas ainda não acabou, tá?

Falta falar do nosso queridinho em relação ao assunto memória: o alecrim.

Pesquisa publicada no Therapeutic Advances in Psychopharmacology mostrou que o aroma do alecrim pode ajudar a melhorar o desempenho mental. 

Além disso, poderia aumentar a velocidade e a eficácia com que a mente processa a informação.  No estudo, realizado pela Universidade da Northumbria, de Newcastle (Reino Unido), foi revelado que cheirar alecrim aumenta a memória entre 60 e 75%. 

Ainda segundo a pesquisa, o alecrim ajudaria não só a trazer as lembranças do passado, mas também fortaleceria a memória para lembrar as coisas simples dos fatos cotidianos, como datas, tarefas ou lugares em que se deixam determinados objetos.

Além disso, os pesquisadores sugerem que o aroma do alecrim também ajudaria a estimular a capacidade de realizar exercícios mentais matemáticos e, portanto, da memória prospectiva, que é a que permite se lembrar de ações que queremos realizar no futuro.

Quer uma receita boa à base de alecrim para fortalecer a memória?

Clique <AQUI>

DEIXE SEU COMENTÁRIO