Quem aqui não tem um trauma de infância?

As feridas emocionais que aparecem quando somos crianças tendem a ficar para o resto da vida, quando não procuramos ajuda.

Por isso quem tem filho deve se preocupar com a educação que é passada dentro de casa.

A melhor maneira de ensinar, sem dúvida, é por meio do bom exemplo.

É claro que família perfeita não existe, mas existe família saudável e é exatamente isso que devemos proporcionar aos pequenos.

Confira sete traumas que desenvolvemos na infância:

1. Medo de abandono

Isso acontece quando a mão ou o pai não pode ou não quer cuidar da criança.

Às vezes, até cria, mas não se preocupa em proteger o filho dos medos e dos verdadeiros perigos.

Muitos pequenos são deixados sozinhos ou aos cuidados de estranhos.

Essas crianças crescem com medo de ser abandonadas novamente e com dependência emocional.

2. Violência intrafamiliar

Bater nos filhos é compreendido como algo comum e cultural, a fim de educá-los.

O problema é que muita gente não tem controle na hora de dar a correção.

Além disso, a pedagogia se volta completamente contra esse tipo de atitude.

Segundo os especialistas, a criança que apanha acredita que pode resolver os problemas na base da agressão.

Isso pode resultar num verdadeiro estrago na fase adulta.

3. Rejeição

Há pais que rejeitam os filhos por diversas razões.

A consequência disso pode ser a autoestima baixa em todas as áreas da vida: escolar, amorosa, profissional...

4. Injustiça

Desde muito cedo, somos capazes de julgar uma situação.

Por isso que os pais devem tomar cuidado se oferecem um tratamento mais especial a um filho do que aos outros.

Crescer num ambiente injusto, sem regras e respeito é muito traumático.

A criança pode se tornar um adulto inseguro e pessimista.

5. Traição e promessas não cumpridas

Sabe aquelas promessas bobas que os pais fazem só para que o filho pare de cobrar ou chorar?

Pois é, é uma péssima ideia!

Não prometa o que você não pode ou não tem interesse em cumprir.

As crianças não esquecem as promessas e criam grande expectativa.

Pense que os adultos excessivamente desconfiados e pessimistas podem ter sido crianças que foram enganadas pelos próprios pais várias vezes na vida.

6. Humilhação

Acredite, há pais que praticam bullying com os próprios filhos.

Este é um atestado de fracasso na educação.

 Nosso lar é o lugar que devemos nos sentir seguros, protegidos e muito amados.

E as crianças precisam disso mais do que ninguém!

Colocar apelidos ou desqualificar só causará prejuízos como depressão e revolta.

7. Medo do desconhecido

Muitos pais forçam os filhos a perderem o medo a todo custo.

No entanto, antes de tomar qualquer atitude radical, pense que as crianças precisam de um tempo para superar o medo.

Enquanto isso, nada de chamá-las de covardes ou forçar que enfrente o gigante sem qualquer preparo.

Atente-se para essas dicas e garanta a saúde emocional dos seus filhos.

Este blog de notícias sobre tratamentos naturais não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

TV Cura pela Natureza - assista agora




Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.