Como devemos educar nossos filhos?

Vale a pena sermos rigorosos?

Ou devemos ser bem liberais?

Uma pesquisa feita com 15.500 alunos na Inglaterra, entre 2004 e 2010, diz que, quando o assunto é educação dos filhos, ser rigoroso é a melhor escolha.

A pesquisadora Ericka Raskon-Ramirez, da Universidade de Essex, apresentou os resultados na conferência da Royal Economic Society.

Segundo esse estudo, pais e mães devem ser rigorosos e persistentes na educação das crianças para que elas tenham mais chances de sucesso, em todas as áreas da vida.

A pesquisa também constatou que uma educação frouxa e muito liberal aumenta as chances de gravidez na adolescência, do uso de drogas e de problemas com relacionamentos em geral.

No entanto, não precisamos ir tão longe para encontrar os malefícios causados por pais pouco exigentes.

Basta pensarmos em todos os jovens que não sabem valorizar o que têm, nos adultos que crescem dependendo dos pais financeiramente, nas pessoas interesseiras, preguiçosas e mentirosas, e no grande número de divórcio a cada ano – tudo isso é sinal de uma formação cheia de falhas.

pais_-_educacao.jpg

Os pais que cobram, conversam e castigam os filhos quando eles erram têm mais chances de vê-los numa universidade e, posteriormente, em bons empregos.

E o melhor: a possibilidade dos herdeiros encontrarem uma pessoa especial para casar é ainda maior.

O estudo da Universidade de Essex revela como a poderosa marca dos pais severos é manifesta em momentos cruciais na vida de uma pessoa, como decidir onde trabalhar, se vai ou não usar drogas, se vai ou não ter relação sexual precocemente, se vai ou não mentir para o chefe...

A Grã-Bretanha, que tem a maior taxa de maternidade na adolescência da Europa, luta de todas as formas para combater o problema.

Afinal, a maioria das moças que engravidam precocemente acaba largando os estudos e a chance de ter um futuro promissor.

E o pior, essas meninas tendem a se relacionar com homens descompromissados, ou seja, irresponsáveis.

A pesquisa constatou que, quando os pais são presentes e rigorosos, o companheiro ou a companheira de seus filhos vão pensar duas vezes antes de “pisar na bola".

E então, você concorda com esse estudo?

Vale ou não a pena ser exigente em prol do futuro dos seus filhos?

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Seção: 

Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.