O assunto não é muito agradável, mas é interessante.

Você sabia que a meleca do nariz diz muito sobre nossa saúde?

Os médicos não costumam diagnosticar doenças dessa forma, mas você pode aprender, a fim de tratar o problema o mais rápido possível.
 
As informações são de especialistas da Cleveland Clinic, nos Estados Unidos:

- Meleca transparente

Tudo está sob controle.

A meleca é muito natural, todo mundo produz o tempo todo.

Um adulto chega a fazer, em média, 1,7 litro de muco por dia.

Essa secreção contém proteínas, anticorpos, água e sais diluídos.

Sua principal função é manter as fossas nasais lubrificadas e agregar umidade ao ar que respiramos.

Boa parte dessa secreção acaba descendo pela garganta até chegar ao estômago, onde ela é dissolvida.

- Meleca branca

É sinal de congestão nasal.

Quando sofremos com resfriados ou infecções nasais, os tecidos que revestem as narinas se tornam inchados e inflamados, dificultando o fluxo do muco.

Assim, ele perde parte de sua umidade e fica esbranquiçado e mais espesso.

- Meleca amarela

Sinal de resfriado ou infecção em progresso.

Quando o muco fica amarelado, é sinal de que a gripe chegou forte.

Isso faz com que o organismo mobilize o sistema imunológico para combater a infecção, enviando um exército de células até o foco do problema.

Entre essas células estão os glóbulos brancos que, após cumprirem suas tarefas, são eliminados através do muco, conferindo à secreção uma coloração amarelada.

- Meleca verde

Sinal de que o sistema imunológico está travando uma batalha pesada.

Os resfriados costumam durar entre 10 e 14 dias.

Então o muco pode se tornar progressivamente mais espesso e cheio de células, adotando uma tonalidade esverdeada.

Se, com o passar do tempo, os sintomas persistirem, então é sinal de sinusite ou de uma infecção bacteriana.

Nesse caso, vá ao médico!

CURA PELA NATUREZA - LEIA AQUI AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Rosada ou vermelha

Apesar de a meleca rosada ou vermelha indicar a presença de sangue na secreção, não há motivo para entrar em pânico.

Isso pode ser consequência de pequenas fissuras no tecido que reveste a cavidade nasal — geralmente provocadas por ressecamento ou alguma irritação.

- Meleca marrom

Quando a meleca apresenta uma cor amarronzada, existe a possibilidade de que ela contenha sangue, como no caso anterior.

No entanto, se não se tratar de sangue misturado à secreção, a tonalidade estranha pode ser resultado de algo que foi inalado, como terra ou poeira.

- Meleca preta

Fumantes e usuários de drogas podem apresentar meleca na cor preta.

No entanto, se esse não for o caso, a secreção com essa coloração pode ser indicativo de uma infecção séria causada por fungos.

Sendo assim, em qualquer uma das opções, procure a ajuda de um médico!

Em dias frios, seu nariz pode ficar escorrendo sem parar.

Esse excesso de líquido é, em sua maior parte, composto pela água presente no ar frio que você respirou e se condensou em contato com o tecido que reveste a fossa nasal.

Existe uma doença rara chamada granulomatose com poliangiite — ou granulomatose de Wegener —, cujos sintomas incluem sangramentos nasais frequentes, deformação do nariz e fluxo constante de muco com presença de pus.

Se houver alguns desses sintomas, um médico deve ser imediatamente consultado para fazer um diagnóstico correto.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Seção: 

TV Cura pela Natureza - assista agora




Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.