- PUBLICIDADE -

Error: Embedded data could not be displayed.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Poder antioxidante do açaí conquista novos adeptos

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O fruto do açaí, natural da Região Norte do Brasil, é encontrado em toda floresta amazônica e há décadas é um alimento largamente consumido naquela região pelo seu alto valor energético e nutritivo.

Por ser um alimento rico em diversas substâncias saudáveis, o açaí em suco, adicionado ao guaraná e outras frutas, é consumido por pessoas que praticam esportes de todo tipo, como também por pessoas idosas, por auxiliar no combate ao colesterol e à anemia. O alimento virou moda entre as pessoas preocupadas com a saúde, sendo indicado na prevenção de inúmeras doenças e podendo auxiliar na perda de peso.

O açaí é rico em lipídios, tendo um valor energético duas vezes maior que o do leite. A fruta possui grande quantidade de fibras, o que favorece o trânsito intestinal, e oferece proteínas, fundamentais na recuperação e construção muscular. Também contém bastante cálcio e potássio, o que fortalece os ossos e evita as cãibras, e possui várias vitaminas. Além disso, o açaí é um dos alimentos mais ricos em ferro, nutriente que auxilia na oxigenação das células do sangue, evitando a anemia, e ajuda no fortalecimento muscular.
Contém bastante quantidade de vitamina E, sendo um poderoso antioxidante natural, importante na eliminação dos radicais livres. A frutinha também possui outras substâncias antioxidantes, como as antocianinas, que ajudam no combate ao colesterol e asseguram melhor circulação sanguínea, além de protegerem o organismo contra o acúmulo de placas de depósito de lipídeos, causadores da arteriosclerose. Por causa dessa substância, recomenda-se tomar um cálice de vinho tinto por dia, mas o açaí tem 33 vezes mais antocianina do que a uva.
Além disso, o óleo extraído do açaí é composto de ácidos graxos de boa qualidade, com 60% de monoinsaturados e 13% de poli-insaturados. Com relação às proteínas, possui teor superior ao do leite (3,50%) e do ovo (12,49%), enquanto o perfil em aminoácidos é semelhante ao do ovo.
Por causa de seus valores nutricionais, o açaí vem despertando o interesse de pesquisadores de todo o mundo. Estudos concluíram que este é o ingrediente perfeito para um café da manhã reforçado, para começar o dia cheio de energia. Por ser uma fruta tão completa e rica em nutrientes, é importante não exagerar no consumo, se não houver gasto energético correspondente. Portanto, quem tem problemas com excesso de peso deve ficar atento à quantidade de açaí consumida, pois, embora ele possua gorduras de boa qualidade, seu valor calórico acaba ficando elevado.
Também é necessário estar atento aos alimentos adicionados ao açaí. O maior problema calórico nas tigelas de açaí são certamente o xarope de guaraná adicionado e a quantidade de granola acrescida, que, ricos em açúcar, aumentam o valor calórico da tigela.
Fonte: Saúde Plena / Toda Fruta