Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Piolho – tratamento natural

É importante, depois do ciclo de limpeza, se manter alerta passando o pente fino uma vez por semana na cabeça da criança.

Também é importante ensinar a criança a não compartilhar objetos pessoais com os coleguinhas da escola, como pente, escova de cabelo, chapéu e presilha.

O vinagre ajuda a lêndea a se soltar do cabelo, mas não mata os piolhos.
Esse procedimento com o vinagre deve ser feito por uns três dias seguidos. Depois se deve manter o processo diariamente com o cabelo molhado, depois do banho, passando o pente fino. Pode passar condicionador para ajudar o processo.


É preciso não exagerar no uso do vinagre, pois ele pode irritar o couro cabeludo.

O ritual sem o vinagre deve ser repetido até que não haja mais lêndea na cabeça.

É importante, depois do ciclo de limpeza, se manter alerta passando o pente fino uma vez por semana na cabeça da criança.

Também é importante ensinar a criança a não compartilhar objetos pessoais com os coleguinhas da escola, como pente, escova de cabelo, chapéu e presilha.

– Retirar o máximo que puder.

O vinagre ajuda a lêndea a se soltar do cabelo, mas não mata os piolhos.
Esse procedimento com o vinagre deve ser feito por uns três dias seguidos. Depois se deve manter o processo diariamente com o cabelo molhado, depois do banho, passando o pente fino. Pode passar condicionador para ajudar o processo.


É preciso não exagerar no uso do vinagre, pois ele pode irritar o couro cabeludo.

O ritual sem o vinagre deve ser repetido até que não haja mais lêndea na cabeça.

É importante, depois do ciclo de limpeza, se manter alerta passando o pente fino uma vez por semana na cabeça da criança.

Também é importante ensinar a criança a não compartilhar objetos pessoais com os coleguinhas da escola, como pente, escova de cabelo, chapéu e presilha.

– Passar um pouco de condicionador e, com o cabelo ainda molhado, usar o pente fino, retirando as lêndeas e descartando-as em uma solução de vinagre ou água sanitária diluída em água.

– Retirar o máximo que puder.

O vinagre ajuda a lêndea a se soltar do cabelo, mas não mata os piolhos.
Esse procedimento com o vinagre deve ser feito por uns três dias seguidos. Depois se deve manter o processo diariamente com o cabelo molhado, depois do banho, passando o pente fino. Pode passar condicionador para ajudar o processo.


É preciso não exagerar no uso do vinagre, pois ele pode irritar o couro cabeludo.

O ritual sem o vinagre deve ser repetido até que não haja mais lêndea na cabeça.

É importante, depois do ciclo de limpeza, se manter alerta passando o pente fino uma vez por semana na cabeça da criança.

Também é importante ensinar a criança a não compartilhar objetos pessoais com os coleguinhas da escola, como pente, escova de cabelo, chapéu e presilha.

– Deixar agir por alguns minutos.

– Passar um pouco de condicionador e, com o cabelo ainda molhado, usar o pente fino, retirando as lêndeas e descartando-as em uma solução de vinagre ou água sanitária diluída em água.

– Retirar o máximo que puder.

O vinagre ajuda a lêndea a se soltar do cabelo, mas não mata os piolhos.
Esse procedimento com o vinagre deve ser feito por uns três dias seguidos. Depois se deve manter o processo diariamente com o cabelo molhado, depois do banho, passando o pente fino. Pode passar condicionador para ajudar o processo.


É preciso não exagerar no uso do vinagre, pois ele pode irritar o couro cabeludo.

O ritual sem o vinagre deve ser repetido até que não haja mais lêndea na cabeça.

É importante, depois do ciclo de limpeza, se manter alerta passando o pente fino uma vez por semana na cabeça da criança.

Também é importante ensinar a criança a não compartilhar objetos pessoais com os coleguinhas da escola, como pente, escova de cabelo, chapéu e presilha.

– Molhar todo o cabelo com uma solução de vinagre diluído em igual parte de água morna.

– Deixar agir por alguns minutos.

– Passar um pouco de condicionador e, com o cabelo ainda molhado, usar o pente fino, retirando as lêndeas e descartando-as em uma solução de vinagre ou água sanitária diluída em água.

– Retirar o máximo que puder.

O vinagre ajuda a lêndea a se soltar do cabelo, mas não mata os piolhos.
Esse procedimento com o vinagre deve ser feito por uns três dias seguidos. Depois se deve manter o processo diariamente com o cabelo molhado, depois do banho, passando o pente fino. Pode passar condicionador para ajudar o processo.


É preciso não exagerar no uso do vinagre, pois ele pode irritar o couro cabeludo.

O ritual sem o vinagre deve ser repetido até que não haja mais lêndea na cabeça.

É importante, depois do ciclo de limpeza, se manter alerta passando o pente fino uma vez por semana na cabeça da criança.

Também é importante ensinar a criança a não compartilhar objetos pessoais com os coleguinhas da escola, como pente, escova de cabelo, chapéu e presilha.

Muitos acham que os bichinhos só aparecem em cabeças sujas, mas isso não procede. Eles estão em todas as classes sociais.

Os inseticidas não são indicados, pois contêm ingredientes nocivos que penetram o couro cabeludo. Ademais, eles não matam as lêndeas, pois a parede delas é muito resistente. Não é à toa que os xampus para piolho vêm com um pente fino…

– Molhar todo o cabelo com uma solução de vinagre diluído em igual parte de água morna.

– Deixar agir por alguns minutos.

– Passar um pouco de condicionador e, com o cabelo ainda molhado, usar o pente fino, retirando as lêndeas e descartando-as em uma solução de vinagre ou água sanitária diluída em água.

– Retirar o máximo que puder.

O vinagre ajuda a lêndea a se soltar do cabelo, mas não mata os piolhos.
Esse procedimento com o vinagre deve ser feito por uns três dias seguidos. Depois se deve manter o processo diariamente com o cabelo molhado, depois do banho, passando o pente fino. Pode passar condicionador para ajudar o processo.


É preciso não exagerar no uso do vinagre, pois ele pode irritar o couro cabeludo.

O ritual sem o vinagre deve ser repetido até que não haja mais lêndea na cabeça.

É importante, depois do ciclo de limpeza, se manter alerta passando o pente fino uma vez por semana na cabeça da criança.

Também é importante ensinar a criança a não compartilhar objetos pessoais com os coleguinhas da escola, como pente, escova de cabelo, chapéu e presilha.

Na idade escolar, não raro as crianças aparecem com piolho. A solução mais saudável para se livrar dos piolhos é esta:

Muitos acham que os bichinhos só aparecem em cabeças sujas, mas isso não procede. Eles estão em todas as classes sociais.

Os inseticidas não são indicados, pois contêm ingredientes nocivos que penetram o couro cabeludo. Ademais, eles não matam as lêndeas, pois a parede delas é muito resistente. Não é à toa que os xampus para piolho vêm com um pente fino…

– Molhar todo o cabelo com uma solução de vinagre diluído em igual parte de água morna.

– Deixar agir por alguns minutos.

– Passar um pouco de condicionador e, com o cabelo ainda molhado, usar o pente fino, retirando as lêndeas e descartando-as em uma solução de vinagre ou água sanitária diluída em água.

– Retirar o máximo que puder.

O vinagre ajuda a lêndea a se soltar do cabelo, mas não mata os piolhos.
Esse procedimento com o vinagre deve ser feito por uns três dias seguidos. Depois se deve manter o processo diariamente com o cabelo molhado, depois do banho, passando o pente fino. Pode passar condicionador para ajudar o processo.


É preciso não exagerar no uso do vinagre, pois ele pode irritar o couro cabeludo.

O ritual sem o vinagre deve ser repetido até que não haja mais lêndea na cabeça.

É importante, depois do ciclo de limpeza, se manter alerta passando o pente fino uma vez por semana na cabeça da criança.

Também é importante ensinar a criança a não compartilhar objetos pessoais com os coleguinhas da escola, como pente, escova de cabelo, chapéu e presilha.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO