Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Perfume de mulher – ciência esclarece por que algumas mulheres são mais atraentes que outras

Os hormônios reprodutivos são responsáveis pela fertilidade.

Até aqui tudo bem, a maioria já sabe disso.

A novidade é que eles também estão relacionados com o quão atraente uma mulher cheira ao sexo oposto.

Quem descobriu isso foram os pesquisadores da Universidade de Berna, na Suíça.

A ciência queria entender por que algumas mulheres cheiram melhor para os homens do que outras.

Todo mundo já deve saber que a atração não é só pelo que vemos, mas também pelo que sentimos, ouvimos e cheiramos.

Para quem não sabe, o cheiro da mulher muda ao longo do ciclo menstrual.

Assim, o cheiro feminino e natural é mais atraente para um homem durante os dias mais férteis.

Uma equipe de pesquisadores liderada por Daria Knoch, do Departamento de Psicologia Social e Neurociência Social da Universidade de Berna, trabalhando em conjunto com colegas da Universidade de Constança (Alemanha) e do Hospital Universitário de Berna (Inselspital Bern), conseguiu mostrar que o cheiro de certas mulheres é mais atraente para os homens do que para os outros.

E quem está por trás disso, como já dissemos no início da matéria, são os hormônios reprodutivos.

Mulheres com altos níveis de estrogênio e baixos níveis de progesterona são mais atraentes no sentido olfativo.

Isso porque esses níveis indicam alta fertilidade feminina.

Segundo a teoria da evolução, os homens procuram mulheres com as quais possam se reproduzir com sucesso.

Os pesquisadores também investigaram outros fatores que podem influenciar o aroma corporal: o hormônio do estresse, o cortisol, e certos genes que afetam o sistema imunológico.

Vários estudos postulam que a escolha de um parceiro é baseada em homens e mulheres com um sistema imunológico diferente.

Isso não é por acaso.

Com os pais tendo genes diferentes, as crianças recebam a melhor defesa possível contra patógenos desde o nascimento.

Mas os resultados das pesquisas são claros: nem o cortisol nem o sistema imunológico determinam o quanto atraente é o perfume feminino.

Os pesquisadores fizeram a experiência com 28 mulheres e 57 homens.

As mulheres que doaram seu aroma natural seguiram um protocolo rigoroso para minimizar quaisquer fatores que pudessem distorcer o cheiro.

CURA PELA NATUREZA – LEIA AQUI AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Essas voluntárias não podiam usar contraceptivos nem dormir com ninguém durante o período de coleta de odores.

Além disso, lavavam a roupa de cama com detergente neutro e não bebiam álcool ou comiam alimentos picantes até o fim da pesquisa.

Durante o período de pico de fertilidade, os cientistas prenderam bolas de algodão nas axilas das mulheres durante a noite para “capturar” o odor corporal de cada uma.

Seus níveis hormonais foram determinados usando amostras de saliva.

Mais tarde, os homens cheiraram as bolas de algodão no laboratório e atribuíram a cada odor uma pontuação entre 0 e 100.

O resultado, como já foi dito, foi que, quanto mais estrogênio, mais atraente as mulheres pareciam.

O estrogênio também tem um efeito positivo em como a mulher é vista.

O estudo não investigou como um contraceptivo pode influenciar no cheiro, mas é provável que afete os hormônios e altere o aroma natural.

O estudo já foi publicado no Proceedings of the Royal Society B – Journals.  

Este blog de notícias sobre tratamentos naturais não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

VEJA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO