Papel higiênico no assento sanitário não protege de bactérias; entenda

É muito comum que as pessoas coloquem papel higiênico no assento sanitário para se proteger de bactérias, mas isso não funciona.

Não é segredo para ninguém que os banheiros são verdadeiros covis de bactérias, fungos e outros tipos de microrganismos nocivos à saúde humana.

Nesse sentido, grande parte das pessoas, ao utilizar um banheiro público, usam a antiga tática de cobrir o assento do vaso sanitário com papel higiênico, na tentativa de evitar infecções ao entrar em contato com o equipamento que já foi usado por outras pessoas.

Mas será que essa medida funciona mesmo?

Algumas evidências científicas dizem que não.

Continue lendo esse texto e entenda por que colocar papel higiênico no assento sanitário não funciona e quais medidas são mais eficazes na proteção contra as asquerosas bactérias de banheiro.

Como assim o papel higiênico não impede a transmissão de bactérias do assento sanitário?

Segundo alguns especialistas, o papel higiênico não serve em nada para proteger o usuário, sobretudo em banheiros públicos.

Em primeiro lugar, vale salientar que as bactérias que provavelmente estão no assento sanitário não representam perigo algum.

Por outro lado, as colônias de microorganismos que estiverem habitando o equipamento, só irão ganhar um local a mais para se proliferar com a presença do papel higiênico.

Portanto, o ideal é não usar nada no assento, mesmo que o banheiro em questão seja público.

Bactéria nenhuma vai conseguir invadir um corpo pela pele que, esta sim, é uma proteção para o corpo.

A não ser que o indivíduo esteja com feridas nas coxas ou nádegas, mesmo sentando no vaso sanitário “desprotegido”, mal algum o alcançará.

Para se ter uma noção, por incrível que possa parecer o assento da bacia sanitária não é nem de longe o objeto mais infectado por bactérias de um banheiro.

Pia, maçanetas, acessórios e o próprio piso do banheiro possuem muito mais bactérias que o equipamento de apoio.

Veja algumas dicas para minimizar a presença de bactérias no banheiro e se proteger verdadeiramente

  • Se for passar o dia fora de casa e tiver que usar banheiros comuns, leve um pacote de lenços umedecidos consigo para limpar o assento caso precise usar o vaso sanitário. Essa medida tem mais efetividade do que a famosa camada de papel higiênico;
  • Ao dar descarga, feche a tampa do vaso. Dessa forma você impedirá que as bactérias contidas no interior do vaso sejam espalhadas pelo banheiro;
  • No banheiro da sua casa, preze sempre por lavar os acessórios, louças e metais. Eles são de fato os maiores points bacterianos da casa de banho;
  • Lave as mãos em todas as ocasiões em que for ao banheiro, sem exceção. Um simples toque em uma maçaneta infectada pode acabar infectando a mão, por exemplo;
  • Não deixe panos, buchas, toucas, sabonetes, escovas de dentes, tubos de creme dental e outros acessórios pessoais expostos dentro do banheiro, pois bactérias que estejam flutuando pelo ambiente podem acabar pousando em um desses objetos e proliferando-se.

Tenha sempre em mente que a proteção contra bactérias é uma construção de bons hábitos que devem permear toda a vida de um usuário.

Neste sentido, vale salientar que manter banheiros públicos e comunitários limpos é um dever de todos.