Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Os males do refrigerante

Leia esta matéria com atenção.

E, depois de lê-la, pense bem na próxima vez em que tomar refrigerante.

——————————–

Você gosta de refrigerante?

Tem o hábito de bebê-lo?

Dizem que se conselho fosse bom não seria dado, e sim vendido.

Isso não é verdade, pois vamos dar um ótimo conselho aos fãs de refrigerante: parem de beber essa bebida imediatamente!


E não importa se o refri é diet, pois é ruim do mesmo jeito, até pior para alguns especialistas.

O refrigerante é uma invenção baseada meramente no sabor.

Não há nele nenhuma virtude, nenhum benefício para a saúde.

Alguns, como os à base de cola, se superam em termos de malefícios à saúde.

Mas por que as pessoas, mesmo as bem-informadas, insistem em beber refrigerante?

Simples: muita propaganda e o principal – refrigerante vicia.

E os à base de cola – de novo eles – são os que mais viciam.

Ou seja, o ato de deixar de tomar refrigerante exige, antes de tudo, força de vontade.

Mas não vamos nos afastar do tema desta matéria: os males do refrigerante.

São muitos, muitos mesmo.

Por isso, destacaremos aqui apenas os principais:

– Osteoporose – O consumo de bebidas excessivamente doces aumenta o risco de sofrer de osteoporose, devido à ação do ácido fosfórico, que impede a correta absorção do cálcio, enfraquecendo os ossos. Um estudo da Tufts University descobriu que mulheres que bebiam apenas 3 refrigerantes por semana tinham uma perda óssea média de 4% (em regiões como os quadris), a mais que ao grupo de mulheres que ingeriam outro tipo de bebida.

– Obesidade – O consumo de refrigerantes está amplamente associado ao aumento de peso e à obesidade. Naturalmente, o aumento das calorias consumidas leva ao aumento de peso, mas, mesmo os refrigerantes diet podem ocasionar este problema.

Recentes estudos demonstraram uma associação entre o os refrigerantes sem açúcar e o aumento da cintura.

– Diabetes – Um estudo feito com 90 mil mulheres mostrou que, as que ingeriam uma ou mais bebidas com açúcar (como sucos ou refrigerantes), estavam mais propensas a desenvolver diabetes tipo 2. As bebidas com açúcar aumentam o nível de glicose em jejum e a resistência à insulina.

– Infarto – Pesquisadores da Universidade de Harvard descobriram que o consumo diário de uma bebida com açúcar aumenta em 20% as chances de sofrer um ataque cardíaco durante um período de 22 anos. Este risco aumenta conforme a quantidade de bebidas doces consumidas diariamente.

– Triglicerídeos – Mesmo que a pessoa não aumente seu peso, os refrigerantes com açúcar podem ser prejudiciais para a saúde cardiovascular, especialmente nas mulheres. As mulheres que consomem bebidas com açúcar são mais propensas a desenvolver níveis elevados de triglicerídeos.

– Cáries – O açúcar contido nos refrigerantes transforma qualquer consumidor em alvo perfeito de cáries dentária.

– Cálculos renais – A maior parte dos refrigerantes contém oxalato, que pode ocasionar problemas como cálculos renais.

– Insônia – Os refrigerantes também podem provocar transtornos do sono -como insônia- devido aos altos índices de açúcar que contêm.

– Gastrite – A enorme concentração de açúcar, aditivos e o pH ácido podem provocar distúrbios digestivos, como a gastrite.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO