Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Óleo de orégano inibe contaminação em maionese

Uma medida simples, mas eficaz pode aliviar a vida dos consumidores. Adicionar óleo essencial de orégano na maionese usada em saladas reduz a multiplicação da bactéria Salmonella enteritidis – responsável pela doença salmonelose, que provoca diarréia, febre, dores abdominais e vômitos.

Geralmente a bactéria aparece em saladas de legumes com maionese preparada e guardada em condições inadequadas de refrigeração. Empregado na indústria alimentícia como aromatizante, o óleo de orégano foi escolhido para os estudos por ter ação antimicrobiana e antioxidante. “O objetivo da pesquisa era encontrar um atural para inibir a multiplicação da Salmonella”, explica a microbiologista Janine Passos Lima da Silva. O estudo de dourado, apresentado na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, mostrou que, quanto maior a quantidade adicionada, maior a redução na contagem de células viáveis, que poderão desenvolver as bactérias. E isso para as amostras que ficaram sob refrigeração e para as que ficaram em temperatura ambiente.

O único problema surgiu com relação ao sabor. Os testes de laboratório aprovaram a adição, mas o paladar não. “Quando a salada de maionese com 1% de óleo essencial foi testada, os consumidores aprovaram o aroma, mas rejeitaram o sabor”, relata. No teste feito com 61 consumidores, 93% aprovaram somente o aroma e não gostaram do paladar. Mesmo assim, a pesquisadora sugere às grandes marcas investir em pesquisas com o óleo essencial de orégano. “A maionese comercial é segura, tanto que não necessita de refrigeração antes de aberta”, explica a microbiologista. “A contaminação surge após a preparação da salada de legumes, causada por condições inadequadas de manipulação e armazenamento.”

Os sintomas da salmonelose aparecem de oito a 12 horas após a ingestão do alimento contaminado. A doença provoca diarréia prolongada, que pode causar desidratação. Apenas no Estado de São Paulo, o Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde registra aproximadamente 100 casos anuais de salmonelose envolvendo saladas com maionese.

*Texto retirado de:http://www.jornallivre.com.br/114729/oleo-de-oregano-inibe-contaminacao-em-maionese.html

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM