Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

O vinho e o coração

O vinho tinto tem substâncias chamadas flavonoides, que atuam na estabilidade da parede dos vasos sanguíneos, diminuindo a possibilidade de acúmulo de placas de gordura nesses vasos. Em outras palavras, isso quer dizer que, com a diminuição da formação de placas, pode-se evitar, por exemplo, o temido infarto. A obstrução coronária leva à isquemia – diminuição ou falta total de oxigênio no músculo do coração –, e isso se traduz por doenças como angina (dor no peito) e infarto, que pode matar imediatamente.

O vinho, assim como também o suco puro da uva, contém outro grupo de substâncias químicas, os polifenóis, que atuam numa enzima vasoprotetora presente no coração que sintetiza o óxido nítrico, outro importante elemento para estabilizar as placas de gordura.

Observações

Prefira vinho sem açúcar e, de preferência, orgânico.

Beba vinho com moderação (no máximo 250 ml diariamente).

Lembre-se: a moderação tanto no consumo do vinho quanto na alimentação é que produz o resultado positivo final na saúde.



Texto adaptado de

http://www.ameseucoracao.com.br/alimentacao/vinho_e_o_coracao/12/

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM