Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Nozes podem reduzir o risco de Alzheimer

Estudos publicados no Journal of the American Medical Association revelam que a vitamina E e outros antioxidantes encontrados nas nozes, nos vegetais de folhas verdes e em outros alimentos podem reduzir o risco da doença de Alzheimer (demência).

Ou seja, as nozes, além de prevenir ataques cardíacos e outras enfermidades, reduzem o risco de a pessoa desenvolver Alzheimer.

As nozes contêm maior concentração da vitamina E alfa-tocoferol – a forma da vitamina E que o corpo melhor absorve e utiliza.

Uma porção de nozes contém 164 calorias e fornece vitamina E, magnésio e potássio – que contribuem para um risco reduzido de ataque cardíaco. Além disso, as nozes são repletas de proteínas, gordura monoinsaturada saudável, fibras, cálcio e zinco.

Em resumo, o consumo de uma noz por dia previne doenças crônico-degenerativas.

Alto poder antioxidante

Segundo outro estudo, as nozes são o alimento vegetal com maior quantidade de antioxidantes: cada 100 gramas de nozes apresenta 20,97 unidades de antioxidantes, quantidade muito superior à encontrada na laranja (1,14), no espinafre (0,98), na cenoura (0,04) e no tomate (0,31).

O consumo de uma porção de nozes como parte de uma dieta saudável (rica em peixes e azeite de oliva) pode diminuir o colesterol ruim (LDL) e ajudar a reduzir o risco de doença cardíaca. Além disso, comer um punhado de nozes duas ou mais vezes por semana pode reduzir os riscos de doenças cardíacas fatais.

É bom lembrar, porém, que as nozes são alimentos construtores, devido ao seu alto teor protéico – o excesso, além de elevar o ganho de peso, pode provocar o aumento de ácidos graxos no sangue, acarretando efeitos prejudiciais ao organismo.

Fonte de pesquisa: Dutra-de-Oliveira, J. E.; Marchini, J. S. Ciências nutricionais, Ed. Sarvier.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM