Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Melatonina: por que nosso corpo precisa tanto desse hormônio? Veja 1 maneira de obtê-lo!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A melatonina ajuda a prevenir certos tipos de câncer, aumenta a eficácia do sistema imunológico, atua contra doenças cardiovasculares e autoimunes.

Tem coisa pior que tentar dormir à noite e não conseguir?

Revirar de um lado para o outro na cama e não pregar os olhos?

Péssimo, não é?

O dia seguinte de uma noite maldormida é, com certeza, pior ainda: dores de cabeça, dores nas articulações, irritabilidade e mau humor.

Pois saiba que a culpada por tudo isso é a melatonina.

Ou melhor, a falta dela. 

A melatonina é um hormônio produzido naturalmente em nosso corpo pela glândula pineal e uma das suas funções principais é a indução ou a regulação do sono. 

Funciona assim: quando escurece, o nível desse hormônio aumenta no sangue com o objetivo de ajudar o organismo a se preparar para dormir.

Como resultado, você começa a sentir sonolência.

O pico máximo de produção do hormônio é alcançado entre as 2h e as 4h da manhã, e diminui quando a manhã se aproxima e mais luz aparece.

Isso é chamado de ritmo circadiano (a forma como o organismo organiza suas funções quando estamos acordados e durante o sono).

O problema é que, atualmente, colocamos em nossas casas iluminações artificiais e temos cada vez mais estímulos luminosos, como televisão, tablet ou celulares, o que confunde o organismo e afeta a produção de melatonina.

Resultado: como os olhos não veem o início da escuridão necessária para a síntese desse hormônio, menos melatonina é produzida.

Em nosso corpo, a melatonina é produzida a partir do aminoácido triptofano, que se transforma em 5-hidroxitriptofano, que, por sua vez, transforma-se em serotonina e depois em melatonina.

Alguns estudos ligam esse aminoácido à serotonina e à melatonina.

Como resultado, também foi notado que, para que essa transformação ocorresse em nosso corpo, a vitamina B6 e o ​​magnésio eram necessários.

Concluiu-se, assim, que, quando você tem problemas para dormir, pode ajudar o corpo a ativar a produção de melatonina consumindo produtos como  cacau, nozes e tomate.

Outra dica importante é começar a reduzir gradualmente a intensidade da iluminação da casa entre uma ou duas horas antes de dormir.

Como resultado, o corpo começará a produzir a melatonina e a prepará-la para o sono.

Além da sua ligação com o sono, a melatonina é um bom antioxidante porque combate os radicais livres que o corpo produz.

Também foi observado que ela ajuda a prevenir certos tipos de câncer, aumenta a eficácia do sistema imunológico contra doenças cardiovasculares e autoimunes.

Uma fonte natural de melatonina é tomar uma bebida à base de cacau em pó e leite de gergelim.

A receita do leite de gergelim está aqui.

Se o seu corpo não produz a quantidade ideal de melatonina, invista nessas dicas.

Você vai se sentir melhor. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO