Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Médico italiano acredita que o câncer é um fungo e bicarbonato é a cura

ATUALIZAÇÃO: Alguns leitores nossos que moram na Itália enviaram mensagens criticando esta matéria.

Segundo eles, o personagem principal da reportagem, o dr. Tullio Simoncini é um “picareta” (temo usado por um desses leitores) e está sendo processado no seu país por práticas médicas ilegais.

Conversamos com o repórter autor da reportagem e ele nos disse que a tese do dr. Simoncini – de que o câncer é o resultado de um ambiente ácido e não prospera quando é atacado por substâncias alcalinizantes, sucedendo a normalização do pH – é referenciada por muitos autores, inclusive médicos brasileiros e americanos.

Talvez o dr. Simoncinni seja um picareta mesmo por usar esse conhecimento de forma mercenária, cobrando consultas caríssimas (foi o que relatou um leitor).

Mas, como disse nosso repórter, a tese dele não é absurda se considerarmos a teoria do sangue ácido = câncer.

Tullio Simoncini é um médico italiano que desenvolveu a teoria de que o câncer é causado exclusivamente por um fungo chamado Candida albicans.

Disse o dr. Simoncini: “O câncer é um fungo chamado Candida albicans e pode ser tratada com bicarbonato de sódio”.

Sua “cura natural do câncer” é um tratamento simples.

Ele acredita que o corpo para se livrar do tumor precisa ser alcalinizado.

E isso pode ser feito utilizando um produto muito comum e barato.

Que produto é esse?

Sim, bicarbonato de sódio, que é utilizado para combater a cândida e, assim, eliminar o tumor.

O trabalho de Simoncini se apoia em quatro elementos teóricos, que são as seguintes:

Inicialmente, o corpo ácido é conhecido por estar relacionado com problemas de saúde e câncer.

Em segundo lugar, o corpo pode ser alcalinizado com bicarbonato de sódio, que é conhecido por ser um poderoso alcalinizador.

Em terceiro lugar, as bactérias benéficas no intestino podem, com o tratamento, atingir até 85% de sua resposta imune, liberar vitaminas anticâncer (como biotina, B12, ácido fólico, vitamina K) a partir dos alimentos e produzindo um composto (butirato de sódio), que faz com que as células cancerosas se autodestruam.

Bactérias benéficas trabalham de forma imperfeita se a acidez do intestino aumenta.


Células sadias precisam de oxigênio, mas as células cancerosas não usam oxigênio para gerar sua energia. 

Na verdade,  um cientista provou, em 1931 (o dr. Otto Warburg) que o oxigênio era o maior inimigo das células cancerosas!

Candida Albicans possui a capacidade de sair do intestino e viajar por todo o corpo pela corrente sanguínea. 

Além disso, esse fungoa também produz um produto de resíduos de açúcar.

Assim, as pessoas com níveis de açúcar no sangue mais elevado desenvolvem mais câncer e resistem menos à doença.

Uma pesquisa do serviço CANCERactives, nos Estados Unidos, mostrou que as mulheres que haviam tomado antibióticos mais de 25 vezes durante a sua vida tinham o dobro do risco de câncer de mama.

Antibióticos destroem a flora intestinal, tudo o que a cândida quer para reinar, proliferar e passar para a corrente sanguínea.

 Esta é a teoria do dr. Simoncini, que sacredita que todos os cânceres são causados ​​pelo fungo Candida albicans.

Além disso, ele tem certeza de que a cura do câncer passa pela alcalinização o corpo, o que melhora a oxigenação celular, impedindo que a candida se reproduza sem controle. 

O mais importante da teoria do italiano é que essa alcalinização pode ser feita usando uma arma barata e acessível a todos, bicarbonato de sódio.

Mas a teoria do dr. Simoncini não prosperou.

Infelizmente, ele foi violentamente perseguido na Itália e fora dela. 

E hoje está impedindo de trabalhar e aplicar sua teoria em seus pacientes.

Este é um blog de notícias. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico. 


Em quarto lugar, a principal linha de defesa consiste em bactérias benéficas. 

À noite, quando você dorme, uma grande quantidade de micróbios, fungos e leveduras que você consumiu durante o dia junto com seu alimento é digerida pelas bactérias benéficas.

Na verdade, o alimento favorito das bactérias benéficas é a levedura ou fungo Candida albicans.

Candida e câncer

As leveduras como cândida são anaeróbias, o que significa que elas geram sua energia na ausência de oxigénio.

Quando entram na corrente sanguínea, podem colonizar certas áreas do corpo e reduzir significativamente os níveis de oxigênio no corpo.


Células sadias precisam de oxigênio, mas as células cancerosas não usam oxigênio para gerar sua energia. 

Na verdade,  um cientista provou, em 1931 (o dr. Otto Warburg) que o oxigênio era o maior inimigo das células cancerosas!

Candida Albicans possui a capacidade de sair do intestino e viajar por todo o corpo pela corrente sanguínea. 

Além disso, esse fungoa também produz um produto de resíduos de açúcar.

Assim, as pessoas com níveis de açúcar no sangue mais elevado desenvolvem mais câncer e resistem menos à doença.

Uma pesquisa do serviço CANCERactives, nos Estados Unidos, mostrou que as mulheres que haviam tomado antibióticos mais de 25 vezes durante a sua vida tinham o dobro do risco de câncer de mama.

Antibióticos destroem a flora intestinal, tudo o que a cândida quer para reinar, proliferar e passar para a corrente sanguínea.

 Esta é a teoria do dr. Simoncini, que sacredita que todos os cânceres são causados ​​pelo fungo Candida albicans.

Além disso, ele tem certeza de que a cura do câncer passa pela alcalinização o corpo, o que melhora a oxigenação celular, impedindo que a candida se reproduza sem controle. 

O mais importante da teoria do italiano é que essa alcalinização pode ser feita usando uma arma barata e acessível a todos, bicarbonato de sódio.

Mas a teoria do dr. Simoncini não prosperou.

Infelizmente, ele foi violentamente perseguido na Itália e fora dela. 

E hoje está impedindo de trabalhar e aplicar sua teoria em seus pacientes.

Este é um blog de notícias. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico. 
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO