Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Médica revela como curou pacientes de câncer de útero usando esta folha!

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

O tratamento de câncer na medicina tradicional consiste no consumo de vários remédios e na terrível quimioterapia, não é verdade?

Infelizmente o câncer de útero tende a evoluir com rapidez surpreendente.

Por isso você tem que ir ao médico sem demora logo nos primeiros sintomas.

É muito maior a chance de cura se o mal for diagnosticado em um estágio inicial.

O problema é que, durante esse estágio, os sintomas geralmente não são perceptíveis.

Muitos dos sinais dessa doença podem ser facilmente confundidos ou ignorados.

Geralmente as dores no baixo-ventre se tornam muito mais intensas à medida que a doença progride.

Também é comum a vítima ter sangramento excessivo ao fazer sexo ou durante a menstruação.

Tudo isso deve ser supervisionado por um médico.

Uma médica chilena resolveu fazer diferente ao se deparar com algumas pacientes com câncer uterino.

A doutora se chama Marina Lorenz Enriquez e se orgulha de ter conseguido tratar e curar muitas mulheres com apenas três ervas medicinais:

  1. Camomila
  2. Aperta-ruão (Piper aduncum)
  3. Tanchagem

Entenda a ação de cada uma: a camomila é descongestionantes; o aperta-ruão é cicatrizante; e a tanchagem é anticancerígena e anti-inflamatória.

Preparar a receita da doutora Marina Lorenz Enriquez, com esses ingredientes, para combater o câncer de útero é simples.

Veja:

INGREDIENTES

  • 1 litro de água fervente
  • 2 colheres (sopa) de camomila
  • 2 colheres (sopa) de aperta-ruão (também conhecida como mágico ou jaborandi-falso)
  • 2 colheres (sopa) de tanchagem

MODO DE PREPARO

  1. Ferva a agua.
  2. Depois, coloque as ervas na água fervente.
  3. Deixe descansar até que a água fique na temperatura ambiente.
  4. O líquido é transferido para um irrigado (vende-se em farmácias ou em lojas de artigos hospitalares).
  5. Com o auxílio desse instrumento, você vai realizar uma profunda lavagem vaginal, na qual a paciente fica em decúbito dorsal (deitada e de barriga para cima) sobre uma superfície plana posicionada para receber o líquido.
  6. Não utilize pera, mas apenas irrigador, para que o resultado seja satisfatório, adverte a doutora.
  7. Faça o tratamento durante um mês, diariamente.

Com disciplina, garante a doutora, haverá a cicatrização da ferida e o desaparecimento do tumor muito rápido.

DEIXE SEU COMENTÁRIO