- PUBLICIDADE -

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Manjericão com orégano e raspas de limão: tempero caseiro para substituir o sal

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Além de ajudar a diminuir o consumo do sal, esta mistura reforça os efeitos benéficos das ervas utilizadas.

Curiosamente, o sal já era usado há mais de cinco mil anos na China e Egito para conservar os alimentos e evitar a deterioração.

Ou seja, ele possuía característica osmótica, em que retira-se a água dos alimentos para evitar a proliferação de bactérias.

Essa técnica permaneceu até o início do século XX, quando, após a invenção da geladeira, o sal passou a ser consumido como tempero.

Ironicamente, o que antes era uma função positiva, ou seja, manter a qualidade dos alimentos, hoje o sal tornou-se um grande vilão da alimentação.

Isso porque ele integra a lista dos condimentos prejudiciais à saúde, sendo a causa de vários problemas de saúde.

Embora o sódio seja essencial para o funcionamento dos órgãos do corpo, quando consumido de forma abusiva pode trazer vários problemas. 

Ele está por trás das seguintes condições:

  • Hipertensão arterial – impulsiona problemas cardíacos ou derrames
  • Retenção de líquido (inchaço)
  • Pedras nos rins 
  • Insuficiência renal
  • Doenças autoimunes
  • Osteoporose 
  • Envelhecimento (acelera)

Esses são bons motivos para você controlar o consumo de sódio, que não está apenas no sal branco, mas também em alimentos industrializados.

Segundo o Ministério da Saúde, a OMS recomenda consumir em média cinco gramas de sal ao dia.

Uma alternativa para diminuir a quantidade de sódio é usar algumas especiarias, ervas e condimentos.

Portanto, é possível sim preparar pratos saborosos e saudáveis sem exagerar no sal.

Por isso, vamos ensinar um tempero à base de manjericão, orégano e raspas de limão, para você dar sabor às suas refeições sem abusar do sal.

Manjericão

O manjericão contém vitaminas A, B1, B2, B3, C e K, além de minerais como cálcio, ferro e fósforo. 

Esta erva tem um ótimo efeito no funcionamento dos rins, facilitando a eliminação de cálculos renais.

O consumo de manjericão também faz bem para o sistema digestivo, prevenindo a constipação, indigestão, pilhas e acidez.

Além disso, suas propriedades medicinais auxiliam no tratamento de úlcera gástrica, úlcera péptica e melhora o funcionamento do fígado.

Os poderosos componentes antioxidantes encontrados no manjericão contribuem com a redução  dos níveis de colesterol ruim (LDL).

Com isso, reduz o risco de desenvolvimento de doenças nas artérias e melhora o fluxo sanguíneo no organismo.

Por fim, devido à presença de vitamina A, possui propriedades antioxidantes que beneficiam a saúde ocular e da pele.

Veja aqui como cultivar manjericão em sua casa.

Orégano 

O orégano possui inúmeros compostos fenólicos, ácidos graxos, flavonoides e antocianinas.

Além disso, está repleto de vitaminas e minerais essenciais para o organismo, como:

  • Vitaminas A, C, E, K
  • Cálcio
  • Cobre
  • Ferro
  • Magnésio
  • Manganês
  • Potássio
  • Zinco 
  • Ômega-3

Todos esses nutrientes contribuem para o combate de distúrbios gastrointestinais e auxiliam na redução dos níveis de colesterol e glicose no sangue.

Além disso, o orégano possui ação anti-inflamatória, antioxidante, bactericida, antifúngica e antiviral.

Devido ao potássio e o ômega-3, o orégano contribui para a saúde cardiovascular, pois ajuda a controlar a pressão arterial e a equilibrar os batimentos cardíacos acelerados.

Além disso, as fibras presentes nesta erva estimulam a produção das enzimas digestivas, ajudando os órgãos responsáveis pela digestão.

Raspas de limão 

A casca de limão está cheia de compostos bioativos que oferecem inúmeros benefícios à saúde. 

Ela contém vitamina C, betacaroteno, cálcio, magnésio e potássio, além de possuir mais nutrientes do que a polpa da fruta.

Todos esses nutrientes ajudam a reduzir os riscos de pressão alta, colesterol elevado e obesidade, fatores que provocam doenças cardíacas.

Além disso, as fibras presentes na casca de limão auxiliam na prevenção e controle do diabetes.

Com isso, retarda a absorção de açúcar no sangue e também estabiliza os níveis de glicose.

Tempero de ervas

Além de ajudar a diminuir o consumo do sal, este tempero reforça os efeitos benéficos das ervas utilizadas.

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de manjericão 
  • 1 colher (chá) de orégano 
  • 1 colher (chá) de raspas da casca do limão (pode usar qualquer limão, apenas não raspe a parte branca) 

Modo de preparo:

Coloque o manjericão, o orégano e as raspas de limão no liquidificador e bata por um minuto. 

Armazene a mistura em um recipiente fechado e consuma em até duas semanas.

Ao começar a consumir este tempero caseiro, você vai obter os seguintes benefícios:

  • Menos sódio: esta mistura de ervas ajuda a reduzir o consumo de sal, que está associado a várias doenças
  • Mais sabor aos pratos: proporciona sabor natural às refeições, pois realça o sabor natural dos alimentos.
  • Mais saúde: as ervas utilizadas nesta receita proporcionam vários benefícios à saúde, como propriedades antioxidantes e calmantes, além de ajudar a controlar a pressão arterial, reduzir os níveis de colesterol, entre outros.

Dicas para evitar o excesso de sal

Você pode começar a diminuir gradualmente o consumo excessivo de sal, basta seguir algumas dicas:

  • Retire o saleiro da mesa: ajuda a evitar que você adicione mais sal à sua comida
  • Evite consumir produtos ricos em sódio, como macarrão instantâneo, queijo parmesão e molho de soja
  • Evite petiscos: amendoins, batatas chips e salgadinhos possuem altas quantidades de sal em sua composição
  • Prefira produtos in natura: os alimentos congelados contêm grandes quantidades de sal para ajudar a conservá-los por mais tempo, porém isso não é saudável
  • Opte por um café da manhã mais saudável: você pode substituir o pão com manteiga e produtos industrializados por pães integrais e frutas frescas
  • Modifique as receitas: evite colocar muito sal em suas receitas e diminua gradualmente sempre que puder, além de utilizar produtos sem conservantes

Mais Lidas