PUBLICIDADE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Lubrificante íntimo: conheça 6 opções naturais e 4 receitas para você fazer em casa

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Além de facilitar a penetração, os lubrificantes ajudam a aumentar o conforto do casal e “esquentam” a relação.

Não é segredo para ninguém que a relação a dois ferece vários benefícios tanto para o homem quanto para a mulher.

Entre eles, os principais são:

  • Melhora a autoestima
  • Melhora a circulação sanguínea
  • Alivia o estresse
  • Reduz a tensão
  • Faz bem ao coração
  • Fortalece os músculos da região pélvica
  • Ajuda a fortalecer o sistema imunológico contra gripes e resfriados
  • Ajuda a queimar calorias
  • Faz bem à pele
  • Libera sensações prazerosas e relaxantes 

E é pensando em usufruir desses benefícios e potencializar o prazer que muita gente utiliza lubrificantes íntimos.

Além de facilitar a penetração, ajudam a aumentar o conforto do casal e esquentam a relação.

Isso porque, devido à diminuição dos níveis de estrogênio, ocorre a perda da umidade natural da região íntima.

  • Estrogênio: é o principal hormônio responsável pelas características sexuais femininas. 

A falta de lubrificação altera o pH natural da flora microbiana, um grupo de bactérias saudáveis que protegem contra o ataque de vírus e leveduras.

A pele mais sensível pode ficar irritada, com mau cheiro e a mulher pode apresentar sintomas como infecções, coceira e dor durante a relação.

Por isso, é muito importante escolher soluções com propriedades lubrificantes adequadas para usar nessa área.

Sendo assim, vamos compartilhar algumas opções naturais para lubrificar a região íntima e também receitas seguras para você fazer seu lubrificante.

Lubrificantes naturais

Veja abaixo sete opções naturais de lubrificantes seguros para a região íntima.

Porém, é importante lembrar que os os óleos mencionados não são compatíveis com preservativos.

Óleo de coco extravirgem 

O óleo de coco extravirgem é uma opção natural segura para aliviar a secura vaginal.

Devido à consistência espessa, ele permanece por mais tempo na pele, tornando a penetração mais suave.

O óleo de coco também age como hidratante, pois tem um pH ácido perfeito para a saúde da flora vaginal.

Ele irá nutrir com delicadeza sem causar irritações, além de proteger contra fungos e evitar infecções.

No entanto, ele não pode ser usado com preservativos de látex.

Óleo de amêndoa doce

O óleo de amêndoa doce tem uma consistência oleosa que permite o seu uso como lubrificante íntimo.

Você também pode usá-lo para fazer massagens no seu parceiro, pois seu cheiro fica por mais tempo na pele.

No entanto, como qualquer óleo, ele não pode ser usado com preservativos de látex, pois pode rompê-lo.

Óleo de Abacate

O óleo de abacate é suave, não tem sabor, nem cheiro e dura mais do que o esperado. 

Por isso, pode ser usado como lubrificante íntimo, porém, tem uma limitação, pois não é tão eficiente quanto ao óleo de coco e de amêndoa.

Azeite extravirgem

O azeite de oliva extravirgem contém ácidos graxos monoinsaturados e, assim como os óleos naturais, produz umidade e reduz o atrito.

Por isso, pode ser utilizado como um lubrificante caseiro, porém, como a sua pele não o absorve, precisa lavar logo após a relação sexual.

Além disso, ele também não deve ser usado com preservativos e outros materiais de látex.

Aloe vera

A aloe vera, também conhecida como babosa, possui propriedades hidratantes, calmantes e refrescantes.

Na forma de gel, serve como um lubrificante suave, além de auxiliar no tratamento da secura vaginal.

Devido à planta ser a base de água, é compatível com todos os tipos de preservativos.

Porém, é necessário comprar gel de aloe vera puro, orgânico e de uma marca confiável. 

Além disso, não pode conter álcool e parabenos.

Como alternativa, você pode usar o gel da planta in natura, porém lembre-se de deixar em um copo com água por alguns minutos para remover a aloína.

Essa substância é tóxica e pode causar irritações e alergias na pele.

Manteiga de Karité

Para usar a manteiga de Karité como lubrificante requer um pouco mais de trabalho, pois ela está na categoria de cera e pode revestir a superfície da vagina.

Para torná-la segura para uso como lubrificante, derreta a manteiga de karité por completo.

Você pode fazer esse processo usando o calor das mãos, esfregando o produto entre as palmas e depois colocar no pênis.

Limitações

Algumas pessoas podem apresentar reações alérgicas a algum dos óleos e produtos citados acima.

Por isso, antes de fazer o uso, faça um pequeno teste alérgico em uma região do corpo, como no cotovelo.

Receitas de lubrificantes caseiros

Veja a seguir algumas receitas caseiras para você preparar o próprio lubrificante natural com ingredientes acessíveis e baratos.

Lubrificante à base de água

Ingredientes:

  • 1 xícara de água
  • 3 colheres(chá) de amido de milho

Modo de preparo:

Coloque a água em uma panela e misture o amido de milho até dissolver por completo.

Leve a mistura em fogo baixo até ferver, mexendo a cada 30 segundos.

Apenas mantenha o cuidado de não deixar a consistência muito grossa. 

Conservar em um frasco de vidro esterilizado e com tampa.

Lubrificante caseiro à base de óleo

Ingredientes:

  • 1/3 xícara de óleo de coco
  • 1 colher (sopa) de cera de abelha
  • 5 gotas de óleo essencial de lavanda

Modo de preparo:

Derreta a cera de abelha e o óleo de coco em banho-maria.

Em seguida, adicione o óleo essencial, misture e deixe esfriar.

Se não endurecer em temperatura ambiente, leve a geladeira.

Depois, bata bem a mistura até ficar clara e fofa.

Guarde em uma garrafa de vidro limpa e esterilizada.

Na hora do uso, esfregue o lubrificante na palma das mãos.

Lubrificante híbrido

Ingredientes:

  • 1/4 xícara de gel de aloe vera
  • 1/4 xícara de óleo de linhaça
  • 4 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta
  • 10 gotas de óleo essencial sensations

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes e use o mais rápido possível.

Lubrificante seguro para preservativo

Ingredientes:

  • 1 xícara de sementes de linhaça
  • 3 xícaras de água filtrada

Modo de preparo:

Coloque as sementes de linhaça em uma panela, adicione a água e leve ao fogo para cozinhar por dez minutos ou até amolecer.

Em seguida, escorra a água e descarte as sementes, deixando apenas o gel.

Deixe a mistura esfriar, coloque em um recipiente limpo, esterilizado e com tampa.

Você pode conservá-lo na geladeira por até duas semanas.

Atenção!

Antes de usar qualquer uma dessas opções, faça um teste alérgico, aplicando pequena quantidade em uma região do corpo, como no cotovelo.

O que não deve ser usados como lubrificante

Existem vários ingredientes que podem parecer excelentes para lubrificação, porém, são prejudiciais à saúde íntima.

Veja o que não usar como lubrificante.

  • Óleo de bebê, vaselina ou qualquer produto com óleo mineral – pode causar vaginose bacteriana, uma infecção genital causada por bactérias.
  • Loção ou sabonete – algumas loções e sabonetes contêm parabenos, conservantes e perfume que podem provocar irritação e inchaço nos órgãos genitais.
  • Glicerina – pode aumentar a transmissão do herpes genital.
  • Óleos refinados (óleo vegetal) – por serem compostos de produtos químicos podem ficar acumulados na vagina e causar infecções.
  • Cuspe – a saliva facilita a transmissão de DSTs, pode causar infecções na vagina e espalhar a gonorreia.
  • Chocolate, mel, gordura vegetal, creme – qualquer produto ou alimento que contenha açúcar ou laticínios pode provocar infecções por fungos e bactérias.
  • Clara de ovo – apesar de parecer eficaz, não é recomendado pelos ginecologistas.

Importante

Embora essas opções possam ajudar a lubrificar sua região íntima, é aconselhável consultar um médico ginecologista para verificar a sua falta de lubrificação natural.

Mais Lidas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade.