Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Livre-se da dor sem gastar muito com estes 7 remédios caseiros

A maior parte das pessoas tem o equivocado hábito de recorrer a algum analgésico sempre que sente dor.

Esse aparente inofensivo hábito é uma das maiores agressões que o corpo pode sofrer.

Todas esses analgésicos de farmácia são nocivos e você tem de evitá-los o máximo que puder.

A aspirina, por exemplo, é uma das maiores causadoras de intoxicação em crianças.

Muitos pequeninos que tomam esse analgésico têm sangramento intestinal.

Também há estudos mostrando que a aspirina pode ser uma das causadoras da síndrome de Reye, uma doença grave, de rápida progressão e muitas vezes fatal, que ocorre em crianças e ataca o cérebro e o fígado.

O paracetamol é outra séria ameaça à saúde.

Nos Estados Unidos,  ele é a principal causa de insuficiência hepática.

Por isso a FDA (Food and Drug dministration), agência norte-americana que regula alimentos e medicamentos, tomou nos últimos anos uma série de medidas para controlar o uso do paracetamol.

Mas o que fazer para combater a dor de forma natural?

Há ótimos recursos terapêuticos e selecionamos alguns para você:

– Consuma uma boa fonte ômega 3

As  gorduras ômega-3 contribuem para a produção de prostaglandinas.

E o que são prostaglandinas?

São substâncias semelhantes a hormônios participantes de várias funções corporais, como a contração e o relaxamento do músculo liso, a dilatação e a constrição dos vasos sanguíneos, o controle da pressão arterial e de inflamações.

Boas fontes de ômega-3 são peixes de águas profundas e frias (salmão, atum, bacalhau, arenque, cavalinha, sardinha, truta) e óleo de peixe, além de sementes de linhaça.

– Elimine ou reduza intensamente a maioria dos grãos e açúcares (incluindo frutose) de sua dieta

Eliminar ou diminuir o consumo grãos e açúcares vai reduzir seus níveis de insulina e leptina.

Os níveis de insulina e leptina elevados são um dos estimuladores de inflamações.

É por isso que eliminar açúcar e grãos é tão importante para controlar a dor e outros tipos de doenças crônicas.

– Aumente a produção de vitamina D

A exposição solar adequada e regular vai aumentar a produção de vitamina D e isso desencadeará vários mecanismos redutores da dor.

– Consuma gengibre

Ele é anti-inflamatório e tem a capacidade de aliviar a dor, além de acalmar o estômago.

Consuma o gengibre na forma de chá, ralado em saladas ou com uma deliciosa conserva, como esta <AQUI>.

– Coma abacaxi ou tome o suco

O abacaxi contém bromelaína, uma enzima que digere proteínas e é também um anti-inflamatório natural.

Se tomar o suco de abacaxi, não use açúcar.

– Consuma açafrão-da-terra (cúrcuma)

A curcumina é a substância terapêutica do açafrão-da-terra (cúrcuma) que é anti-inflamatória e combate a dor.

Em um estudo com pacientes com osteoartrite, os que consumiram 200 mg de curcumina por dia reduziram a dor e conseguiram o aumento da mobilidade .

Existem vários estudos clínicos mostrando a atividade anti-inflamatória da curcumina.

Consuma óleo de prímula

O óleo da semente de prímula contém ácido gamalinolênico (GLA), um ácido graxo ômega 6 que o corpo utiliza para fabricar uma prostaglandina vital para aliviar inflamações e fortalecer o sistema imune.

O óleo da semente de prímula pode ser tomado na forma de suplemento (cápsula) ou usado em saladas.

Ele é encontrado nas boas lojas de produtos naturais.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM