PUBLICIDADE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Quais são as linguagens do amor e como elas ajudam no relacionamento

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Compreender as diferenças gritantes no jeito de ser e de agir de homens e mulheres é no que se baseia o conceito da “linguagem de amor”.

Você já ouviu falar nas cinco linguagens do amor?

Esse é um conceito desenvolvido pelo doutor Gary Chapman, conselheiro amoroso que escreveu um livro sobre o assunto.

As tais linguagem deixam claro como cada indivíduo possui uma forma de compreender e oferecer afeto.

Não é incomum vermos pessoas que, em algum momento da vida, não estão se sentindo amadas o suficiente pelos parceiros.

A grande questão é que isso pode estar acontecendo não pela falta do sentimento, mas porque os dois enxergam a demonstração dele de maneiras diferentes.

Para que consiga entender melhor, explicaremos abaixo cada uma das cinco linguagens do amor existentes.

De quebra, você ainda pode descobrir qual é a sua linguagem e a das pessoas ao seu redor.

Não deixe de conferir!

Quais são as linguagens do amor?

Gary Chapman divide as formas de expressão do amor em cinco linguagens diferentes.

Geralmente, aquela que faz alguém se sentir de fato amado também é aquela pela qual esse mesmo alguém manifesta seu afeto.

E é aí que os conflitos podem ocorrer.

Porque a sua forma de entender a demonstração pode não ser a mesma do outro.

Por isso é importante o autoconhecimento: para que cada um possa entender qual é a sua e comunicá-la ao companheiro.

Se essa compreensão for feita em conjunto, com diálogo, ainda pode render ótimos momentos, inclusive.

Conheça um pouco sobre cada linguagem:

Palavras de afirmação

Palavras são muito significativas, elas têm o poder de melhorar ou arruinar o dia de alguém.

E para aqueles que têm as palavras de afirmação como principal linguagem do amor, isso se torna ainda mais intenso.

Nesta linguagem, os elogios e manifestações verbais de carinho são muito importantes.

Receber uma mensagem com frases amorosas; declarações; ouvir que está lindo ou linda; ser enaltecido por aquele jantar que preparou com carinho.

Tudo isso representa as palavras de afirmação.

Presentes

Não, aqui nós não estamos falando de pessoas que associam amor ao dinheiro e só se sentem amadas ao receberem presentes caros.

O valor financeiro não é o ponto nesta linguagem.

Para quem se sente querido através de presentes, o significado está em ser lembrado e valorizado.

Receber uma flor, um presente simples feito à mão pela pessoa amada, uma carta, um bombom no meio do dia…

A intenção de agradar através de uma lembrança concreta é a chave.

Gestos de serviço

Já ouviu alguém dizer aquela frase “falar é fácil, o mais importante é fazer”?

Provavelmente uma das principais linguagens do amor dessa pessoa são os gestos de serviço.

Neste “dialeto”, a ação é muito apreciada.

Por isso, ele é manifestado através de atitudes como arrumar a casa, lavar a louça, fazer algum trabalho manual que o outro esteja precisando, preparar a comida.

São formas de mostrar que se importa e que as necessidades do parceiro estão sendo atendidas.

Toque físico

Este é o amor expresso em forma de contato.

É o receber carinhos físicos como beijos, abraços apertados, massagem, cafuné, ou até mesmo o simples ato de andar de mãos dadas.

Sentir a proximidade do companheiro fisicamente é a maneira como as pessoas deste grupo de linguagem se sentem amadas e apreciadas.

Elas possuem essa necessidade de “sentir na pele” o sentimento que existe do lado de dentro.

Qualidade de tempo

É simplesmente o “estar”.

O estar de verdade em um momento com o outro, sem distrações.

Pessoas que valorizam esta linguagem desejam dedicar um tempo, ainda que pequeno, para fazer atividades com o parceiro de forma que um possa apreciar a companhia do outro em sua totalidade.

Assistir a um filme, fazer um passeio, conversar e beber um vinho ou um café, ou ficar deitadinho junto, só falando sobre o dia.

O principal é que ambos estejam inteiros, sem serem interrompidos com o celular ou com preocupações do trabalho, por exemplo.

Como as linguagens do amor podem ajudar?

Apenas conhecendo as linguagens do amor já fica mais fácil entender como essa compreensão pode ajudar no relacionamento, não é?

Perceber a sua linguagem e a do outro significa alinhar expectativas.

Significa enxergar que nem sempre aquilo que é fundamental para você é também para o seu amor, mas que os dois merecem se sentir profundamente amados e valorizados.

A identificação da linguagem de cada um torna tudo mais fácil.

Por exemplo: vamos imaginar que sua linguagem principal é a qualidade de tempo e você está se sentindo “abandonada” pelo parceiro porque, em vez de se dedicar a vocês dois, ele não para de inventar serviços para fazer na casa.

Talvez a linguagem de amor dele sejam os gestos de serviço.

Talvez fazer os serviços de casa seja justamente a maneira como ele está tentando demonstrar que ama você.

Um não está entendendo o outro porque acha que a própria maneira como enxerga a demonstração do afeto seja a única.

O que não é.

Vale lembrar também que as linguagens do amor não funcionam apenas para relacionamentos românticos.

Essa compreensão vale para utilizar na relação familiar e até mesmo com os amigos.

Quer saber qual é a sua linguagem?

Faça o teste!

Depois, é só aproveitar o benefício das informações!

Mais Lidas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a nossa Política de Privacidade.