Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Leite – um alimento cheio de malefícios

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Muitos dos medicamentos que encontramos nas prateleiras das farmácias – comprimidos para dor de cabeça, descongestionantes, anti-histamínicos, laxantes – se destinam a combater reações adversas que ignoramos serem causadas pelo consumo de leite e lacticínios. As explicações estão no livro “Milk – The deadly poison” (Leite – o veneno mortal), de Robert Cohen. Mais informações você encontra no site de Robert Cohen www.notmilk.com.




De acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA, quase 40% da alimentação do norte-americano comum consiste de leite e lacticínios! Somando leite, queijo, manteiga e outros lacticínios, o norte-americano comum está ingerindo diariamente a mesma quantidade de colesterol contida em 53 fatias de bacon. Em um ano, isso equivale a 19.345 fatias de bacon e, ao longo de 52 anos, ao colesterol contido em um milhão de fatias de bacon!


O leite contém proteínas em abundância! Cerca de 80% dessas proteínas são caseína, a mesma cola usada para montar móveis e para fixar o rótulo na garrafa de cerveja. O Dr. Spock, o maior pediatra dos Estados Unidos, considerava a caseína como principal causa de mucosidade, congestão e dores de ouvido na infância.


Câncer? Há estudos que a indústria de laticínios se recusa a divulgar – provas mantidas em segredo, mais importantes do que aquelas que a indústria de cigarros acabou revelando. Milhares de substâncias causam câncer, mas um hormônio que você produz naturalmente é fator-chave no desenvolvimento do câncer humano, principalmente do câncer de mama. Há milhões de hormônios no reino animal, mas apenas um é exatamente igual nas duas espécies. Esse hormônio, denominado IGF-1 (insulin-like growth factor), é igual em seres humanos e vacas. Ao tomar um copo de leite de 360ml, você está dobrando a quantidade desse hormônio no organismo – um hormônio descrito em periódicos científicos como o fator-chave para o desenvolvimento e a proliferação do câncer.
  • O leite contribui para doenças do coração.
  • O leite é fonte insignificante de cálcio.
  • Um hormônio do leite é fator-chave em todo câncer humano.
  • O leite reduz a eficácia dos antibióticos.
  • A pasteurização não funciona.
  • O consumo de leite tem ligação com bronquite e asma.
  • Uma proteína do leite causa diabete.
A indústria de laticínios gasta centenas de milhões de dólares para convencer os consumidores. Um aditivo do leite causou câncer em animais de laboratório e a FDA, o órgão que controla os medicamentos e os alimentos nos EUA, não revela a pesquisa que prova o fato.

*Texto retirado de:
http://www.taps.org.br/Paginas/alimartioa02.html

DEIXE SEU COMENTÁRIO