Jovem de 11 anos viaja 3.000 km a pé para visitar avó

Imagem: Reprodução

Conheça a comovente jornada de um neto para poder ver sua avó durante a pandemia.

Diz o ditado que o “amor não tem fronteiras” e para Romeo, de 11 anos, não tem mesmo.

Em junho de 2020, no auge da pandemia, o jovem morador de Sicília, na Itália, sentia-se angustiado com a ideia de sua avó Rosemary, de 77 anos, ficar sozinha em sua casa em Londres devido às restrições sanitárias que tornavam as viagens complicadas. 

Apesar da longa distância, o menino tinha um plano maluco de viajar milhares de quilômetros para abraçar sua avó.

Foi aí que Romeo surpreendeu sua avó, ao ligar e informar que havia decidido passar as férias com ela.

Apesar da emoção, Rosemary não levou a sério suas palavras naquele momento e a única coisa que importava era a intenção do neto.

Porém, o jovem estava determinado a concretizar seu plano e levá-lo até o final, pois já havia passado mais de um ano desde que ele viu sua amada avó, e sentia que era agora ou nunca.

O plano

Sozinho em seu canto, o determinado Romeo elaborou um plano detalhado para visitar sua avó em Londres.

Com apenas 11 anos, mostrou brilho e perspicácia ao desenhar um mapa com o itinerário da viagem, indicando locais e barcos necessários.

Sentindo-se jovem demais para a aventura solitária, compartilhou seu projeto com o pai, Phil Cox, um jornalista de guerra.

Emocionado pela iniciativa e impressionado com o mapa, Phil hesitou antes de concordar em acompanhar o filho nesta grande jornada, incapaz de recusar diante da determinação do menino.

Uma longa jornada pela frente

A dupla enfrentou uma jornada desafiadora atravessando a Itália, Suíça e França para chegar em segurança a Rosemary.

A viagem foi marcada por caminhadas, ciclismo e pernoites ao ar livre devido à falta de dinheiro para pousadas.

Vídeo: Instagram Romeo

Os aventureiros também foram acolhidos por famílias e receberam apoio, incluindo de refugiados.

Além disso, pai e filho enfrentaram diversos obstáculos como caminhar por quilômetros, dormir no deserto, enfrentar cães selvagens, condições climáticas difíceis e superar o cansaço físico.

Jovem de 11 anos viaja 3.000 km a pé para visitar avó
Imagem: Instagram Romeo

Mas Romeo descreveu a jornada como épica, única e memorável em uma entrevista ao jornal Mirror.

Apesar dos desafios, ele e seu pai, Phil, expressaram gratidão pela oportunidade de viajar pelo mundo dessa maneira, compartilhando uma anedota engraçada sobre um burro teimoso que tiveram que arrastar.

“No terceiro e quarto dia, o burro foi arrastado…passávamos até oito horas seguidas todos os dias tentando puxá-lo, porque não queríamos machucá-lo”, disse Romeo.

O encontro com a avó

Jovem de 11 anos viaja 3.000 km a pé para visitar avó
Reprodução

Após a longa jornada, Romeo e Phil, ansiosos para abraçar Rosemary em Londres, foram obrigados a esperar devido à crise sanitária e cumprir duas semanas de quarentena. 

Finalmente, no grande dia, o emocionado Romeo correu para abraçar sua avó, que estava radiante e orgulhosa de seu neto amoroso e corajoso.

Jovem de 11 anos viaja 3.000 km a pé para visitar avó
Imagem: Reprodução

Com entusiasmo, Romeo compartilhou com sua avó os momentos intensos e emocionantes de sua jornada, expressando gratidão por conhecer pessoas incríveis e fazer amigos.

Destacou a amizade com Randolph, um refugiado de Gana que o ajudou durante a viagem.

Apesar da pouca idade, Romeo está determinado a retribuir a gentileza e confiança recebidas, planejando uma maneira de ajudar Randolph e o campo de refugiados.