Vídeo raro exibe o menor golfinho do Brasil, ameaçado de extinção, amamentando seu filhote.

Imagem: Reprodução vídeo Daniel Danilewicz

Trata-se de uma Toninha, menor espécie de golfinho do Brasil e que está ameaçada de extinção.

O projeto ‘Costa das Toninhas’, dedicado à monitorização do menor golfinho da costa brasileira, divulgou imagens raras de uma mãe toninha amamentando seu filhote em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo.

As cenas foram gravadas por um drone na Praia das Toninhas e mostra quatro golfinhos.

O menor, que tem menos de 4 semanas de vida, aparece sendo amamentado embaixo da mãe, que aparenta ter entre 2 e 5 anos de idade.

Segundo o biólogo Daniel Danilewicz, autor do vídeo, essa imagem pode ser o único registro conhecido de amamentação dessa espécie de golfinhos no mundo.

“Provavelmente é o primeiro vídeo de amamentação de toninhas em vida livre no Brasil e no mundo. São animais muito tímidos e é difícil encontrá-los para estudo, ainda mais nessa situação. Foi incrível e emocionante”, conta.

Vídeo: Daniel Danilewicz – Costa das Toninhas

Ele explica ainda, que esses animais são muito tímidos e menos curiosos que as outras espécies, por isso, é difícil vê-los de perto.

“Eles se afastam da embarcação, raramente saltam e muitos estão próximos de rios, águas barrentas, onde não dá para ver de cima”, relata.

Daniel tem uma experiência profissional de 30 anos trabalhando com golfinhos, sendo sete em Ubatuba, um local com uma população considerável de toninhas.

A região abriga entre 1,5 mil e 2 mil desses animais, principalmente nas praias da Toninha, Praia Grande, Ponta Grossa e Ilha Anchieta.

Porém, essa espécie de golfinho é considerada a mais ameaçada de extinção no continente.

De acordo com o especialista, a espécie não é caçada intencionalmente, mas enfrenta sérios riscos de extinção devido à captura acidental.

Ele afirma que as toninhas, por um motivo ainda desconhecido, não detectam as redes de pesca e por serem mamíferos, acabam morrendo afogadas.

Isso é muito comum e muito ruim. É um problema tanto para a toninha quanto para o pescador”, alerta.

Dados do Instituto Argonauta apontam que, entre janeiro de 2018 e dezembro de 2022, foram encontradas 265 toninhas mortas no Litoral Norte de São Paulo e que, somente este ano (2023) são 42.

Vídeo raro exibe o menor golfinho do Brasil, ameaçado de extinção, amamentando seu filhote.
Entre janeiro de 2018 e dezembro de 2022, foram registradas 265 mortes de toninhas no Litoral Norte de São Paulo.

As toninhas pertencem à ordem dos cetáceos e são considerados os menores golfinhos do Brasil.

Com hábitos costeiros, esses animais geralmente vivem em grupos.

As fêmeas têm um filhote a cada um ou dois anos, com uma gestação de aproximadamente 11 meses.

Leia também: