Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Ginkgo biloba é bom para memória e combate labirintite e zumbido no ouvido


O extrato da planta ginkgo biloba tem ação antioxidante e aumenta a microcirculação sanguínea no cérebro, sendo indicado para reduzir os efeitos degenerativos do envelhecimento normal, melhorando a memória e o desempenho cognitivo em idosos, além de combater labirintite e zumbido no ouvido.


Mas o ginkgo só deve ser usado por pessoas que já apresentem deficit cognitivo, uma vez que não tem efeito preventivo.

Na hora da compra, deve-se observar na caixa ou na bula a composição, que, para os efeitos terapêuticos desejados, precisa ter 24% de princípio ativo (gincosídeos).

Para não sobrecarregar os rins e o fígado, a cada semestre de uso contínuo, deve-se interromper a medicação por um ou dois meses.

O ginkgo biloba ainda auxilia no tratamento de úlceras varicosas e flebites; combate os radicais livres; é indicado para problemas de ansiedade, asma, catarro, cefaleia, concentração, coração, digestão, energia sexual, enxaqueca, incontinência urinária, fadiga, artrite, cansaço,  metabolismo, envelhecimento, rinite crônica, rouquidão, rugas, tonturas e vertigens; é depurador e antioxidante; promove maior oxigenação cerebral; melhora a capacidade intelectual.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO