Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Gengibre: os benefícios à saúde e as contraindicações

Gengibre: os benefícios à saúde e as contraindicações

O gengibre é muito rico em benefícios à saúde, mas é necessário ter cuidado, pois algumas pessoas não podem consumi-lo.

Ele ajuda a emagrecer, trata a má digestão, azia, enjoo, gastrite, resfriado, colesterol alto, pressão alta, tosse, dores musculares, problemas de circulação sanguínea e artrite.

Estamos falando do gengibre, uma planta da família Zingiberacea, com nome científico de Zingiber officinale.

Ele é nativo da Índia e seus ingredientes ativos óleos essenciais e compostos fenólicos chamados gingeróis.

O sabor picante e intenso do gengibre pode não agradar a todos por aqui, no Brasil.

Mas na cozinha asiática é um ingrediente que não pode faltar.

Além disso, por causa das suas (excelentes) propriedades, é utilizado ainda como tratamento para várias doenças e em procedimentos de beleza.

O uso medicinal do gengibre é muito antigo.

Galeno (Pérgamo, 129 d.C.), médico grego, usava o gengibre para tratar tumores, paralisia e defeitos no corpo.

Avicena (Bukhara, 980 d.C.), o conhecido cientista e médico persa, prescrevia o gengibre para tratar problemas sexuais. 

Na ayurveda, a medicina tradicional da Índia, a planta é utilizada em inúmeros tratamentos para fortalecer o organismo e proporcionar bem-estar.

Veja a lista de propriedades do gengibre:

  • É um anti-inflamatório natural capaz de aliviar dores musculares e articulares.
  • Tem propriedades analgésicas e é recomendado para tratar a síndrome pré-menstrual e cólicas menstruais durante o período.
  • É excelente para tratar doenças do sistema respiratório, como tosse, garganta irritada, resfriado e gripe. 
  • É um poderoso expectorante natural.
  • Melhora a digestão e elimina gases do aparelho digestivo. 
  • Alivia a azia, reduz o desconforto causado pelas úlceras e controla a produção de sucos gástricos.
  • Ajuda a controlar o peso e a combater a obesidade. O consumo regular de gengibre melhora os valores de gordura no sangue, proporcionando saciedade. 
  • Diminui a quantidade de colesterol ruim e de triglicerídeos no sangue.
  • Ajuda a controlar o diabetes.
  • Fortalece o sistema cardiovascular.
  • Melhora a náusea e o vômito. 
  • É eficaz no tratamento de enxaquecas.
  • Tem antioxidantes que previnem o envelhecimento prematuro enquanto cuidam da pele e do cabelo.

E não é só isso, não. 

O gengibre fortalece o sistema imunológico, abaixa a febre, é um poderoso antibacteriano que previne e combate infecções causadas por bactérias patogênicas ou infecções fúngicas; promove a saúde bucal, pois elimina as bactérias que causam gengivite, e é também um remédio contra a periodontite, ajudando a combater o mau hálito.

Algumas pesquisas sugerem que o gengibre tem propriedades anticâncer.

O extrato de gengibre conseguiu reduzir os tumores do trato intestinal.

Mas cuidado: é preciso ficar alerta às contraindicações.

Seu consumo não é recomendado para crianças menores de dois anos; para quem é diabético e consome medicamentos para controlar a doença; para pessoas que tomam medicamentos anticoagulantes; para quem é hipertenso; para quem tem pedras na vesícula e para pacientes hemofílicos.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO