Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Gengibre mata 76% das células do câncer de pulmão

Você consome gengibre regularmente?

Na nossa casa, ele não falta.

E há vários motivos para isso.

São muitas as notícias positivas sobre o gengibre.

Uma delas: pesquisadores descobriram que, não só o extrato de gengibre é extremamente tóxico para as células do câncer de pulmão, mas que os seus  metabólitos são ainda mais tóxicos. 

Os cientistas observaram que o 6-Gingerol, um composto do gengibre importante contra o câncer, se metaboliza em 6-gingerdiol dentro de células cancerosas, e estes metabólitos matam até 76% das células de câncer de pulmão. 

Não é nenhuma novidade a capacidade do gengibre de destruir células cancerosas.

Vários estudos têm demonstrado essa capacidade.  

Aqui estão alguns deles: 


– Pesquisadores da Universidade de Minnesota, Estados Unidos, descobriram que que fitonutrientes do gengibre podem ajudar a inibir o crescimento de células de câncer colorretal.  O estudo indicou que os compostos de gengibre podem funcionar como “quimiopreventivo eficaz e/ou agentes quimio  

– Um estudo apresentado na reunião anual da Associação Americana para Pesquisa do Câncer, em 2006, revelou que o gengibre também é eficaz contra o câncer de próstata e ovário. 

– Pesquisadores da Universidade da Geórgia também descobriram que o gengibre pode ser útil no combate ao câncer de próstata. 

O estudo, publicado no British Journal of Nutrition, mostrou que o extrato de gengibre inteiro pode ajudar a diminuir o tamanho do tumor de próstata em até 56% em camundongos. 

– Pesquisadores do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Ciências da Universidade Rei Abdulaziz, na Arábia Saudita, estudaram os impactos de extratos de gengibre sobre o crescimento de células de câncer de mama. 

Eles descobriram que o gengibre inibe a proliferação de células de câncer de mama sem afetar significativamente o viabilidade de células não cancerosas. 

Os pesquisadores concluíram que “o gengibre pode ser um candidato promissor para o tratamento de tumores de mama”. 

Outros estudos indicam que o gengibre também ajuda a combater câncer de fígado, câncer de pulmão, câncer de pâncreas e câncer de pele. 

Basicamente, as pesquisas mostraram que o gengibre mata as células cancerosas de duas maneiras: por meio de apoptose e autofagia. 

Na apoptose, as células causadoras de câncer são induzidas a “cometer suicídio”, destruindo a si mesmas, deixando as células saudáveis ​​intocadas.  

Na autofagia, as células cancerosas são “enganadas e levadas a se digerirem”, escreveu J. Rebecca Liu, professora da Universidade de Michigan.

Você consome gengibre regularmente?

Na nossa casa, ele não falta.

E há vários motivos para isso.

São muitas as notícias positivas sobre o gengibre.

Uma delas: pesquisadores descobriram que, não só o extrato de gengibre é extremamente tóxico para as células do câncer de pulmão, mas que os seus  metabólitos são ainda mais tóxicos. 

Os cientistas observaram que o 6-Gingerol, um composto do gengibre importante contra o câncer, se metaboliza em 6-gingerdiol dentro de células cancerosas, e estes metabólitos matam até 76% das células de câncer de pulmão. 

Não é nenhuma novidade a capacidade do gengibre de destruir células cancerosas.

Vários estudos têm demonstrado essa capacidade.  

Aqui estão alguns deles: 


– Pesquisadores da Universidade de Minnesota, Estados Unidos, descobriram que que fitonutrientes do gengibre podem ajudar a inibir o crescimento de células de câncer colorretal.  O estudo indicou que os compostos de gengibre podem funcionar como “quimiopreventivo eficaz e/ou agentes quimio  

– Um estudo apresentado na reunião anual da Associação Americana para Pesquisa do Câncer, em 2006, revelou que o gengibre também é eficaz contra o câncer de próstata e ovário. 

– Pesquisadores da Universidade da Geórgia também descobriram que o gengibre pode ser útil no combate ao câncer de próstata. 

O estudo, publicado no British Journal of Nutrition, mostrou que o extrato de gengibre inteiro pode ajudar a diminuir o tamanho do tumor de próstata em até 56% em camundongos. 

– Pesquisadores do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Ciências da Universidade Rei Abdulaziz, na Arábia Saudita, estudaram os impactos de extratos de gengibre sobre o crescimento de células de câncer de mama. 

Eles descobriram que o gengibre inibe a proliferação de células de câncer de mama sem afetar significativamente o viabilidade de células não cancerosas. 

Os pesquisadores concluíram que “o gengibre pode ser um candidato promissor para o tratamento de tumores de mama”. 

Outros estudos indicam que o gengibre também ajuda a combater câncer de fígado, câncer de pulmão, câncer de pâncreas e câncer de pele. 

Basicamente, as pesquisas mostraram que o gengibre mata as células cancerosas de duas maneiras: por meio de apoptose e autofagia. 

Na apoptose, as células causadoras de câncer são induzidas a “cometer suicídio”, destruindo a si mesmas, deixando as células saudáveis ​​intocadas.  

Na autofagia, as células cancerosas são “enganadas e levadas a se digerirem”, escreveu J. Rebecca Liu, professora da Universidade de Michigan.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM