Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Filhos se comportam pior na frente da mãe – psicóloga explica por quê

As crianças estão cada vez mais birrentas.

Quer ver?

Tem filhos?

Experimente contar o número de birras em um único dia.

Você certamente vai se surpreender.

O comportamento é padrão: elas choram, gritam, puxam o cabelo…

Mas o pior, se você é mamãe, é que a maioria dessas birras é especialmente reservada para as mães.

Acontece que as crianças realmente reservam seu pior comportamento para as mães.

A doutora Heather Wittenberg, uma psicóloga infantil , explica: “As crianças guardam o melhor – e o pior – para nós, os pais”.

É preciso energia para “ser bom” e ditar as regras – especialmente para crianças pequenas.

Normalmente, na escola, nossos pequeninos são levados a controlar as emoções.

Mesmo muito pequenos, eles já sabem o que significa o peso da crítica social, de terceiros (professores e colegas).

Então, quando chegam em casa, as crianças deixam tudo para fora.

A boa notícia é que o mais profundo amor, carinho, admiração e delicadeza estão reservados para nós também”, diz a doutora Wittenberg.

Bem, isso é um alívio.

A psicóloga recomenda definir limites para as crianças, e não premiar seus chiliques prolongados.

Ela diz que se eles são destrutivos, então certamente você deve intervir com energia.

Se a criança estiver rolando e chorando no chão, pegue-a e mande para o quarto dela.

Espere-a se acalmar e fale com ela sobre o “colapso nervoso”, mostrando o lado negativo desse comportamento, mas sem perder a calma.

Então, o fato de que seu filho reserva o pior E o melhor para você é uma coisa boa!

Você criou um espaço seguro onde eles podem, sem pedir desculpas, ser eles mesmos.

Mesmo que isso signifique, de vez em quando, uma irritante birra.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO