Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Exemplo de vida: este homem tem 105 anos e acaba de quebrar um recorde mundial do atletismo




“Eu queria fazer 36 segundos.”

Nascido em 22 de setembro de 1910, Miyazaki tinha 8 anos quando a Primeira Guerra Mundial e 34 foi quando o Japão saiu destruído da Segunda Guerra Mundial.

O japonês tem um sonho: ele anseia pela oportunidade de desafiar o homem mais rápido do mundo, o  jamaicano medalhista de ouro olímpico Usain Bolt.



É preciso destacar que, quando o assunto é longevidade, o Japão é um exemplo.

O país tem uma das maiores taxas do mundo de pessoas com idade acima de 65 anos.

E o número de pessoas com mais de 80 anos já superou a casa dos 10 milhões, dos quais 60.000 tem mais de 100 anos, de acordo com dados do governo japonês.

Um exemplo de vida e de superação.

É assim que podemos definir a história de Midekichi Miyazaki.

Este japonês de 105 anos começou a correr aos 93.

E quebrou um recorde mundial: o menor tempo para o mais velho atleta numa competição de 100 metros rasos – 42,22 segundos.

A história do senhor Miyazaki é um tapa no comodismo de muitos, que, com idade muito menor, preferem o sedentarismo à atividade física.

E, repetimos, ele nem sempre foi um corredor.

Decidiu praticar corrida aos 93 anos.

Mas nessa idade quantos tem essa ousadia?

Hoje o senhor Miyazaki tem 105 anos.

Possivelmente, a prática de atividade física tem contribuído para que este centenário homem tenha tanta disposição.

É verdade que o médico dele não gosta nada da ideia deste japonês.

O profissional se preocupa porque acha que Miyazaki está forçando muito o corpo.

Mas o corredor de 105 anos discorda.

Ele se cuida e faz tudo com planejamento.


Miyazaki revelou que tem três segredos para atingir essa performance: exercícios diariamente, comer com moderação e mastigar bem a comida.

Mesmo tendo quebrado um recorde, o japonês se diz insatisfeito, porque ficou muito aquém do seu tem de 34,10 segundos, quando ele tinha 103 anos.




“Eu queria fazer 36 segundos.”

Nascido em 22 de setembro de 1910, Miyazaki tinha 8 anos quando a Primeira Guerra Mundial e 34 foi quando o Japão saiu destruído da Segunda Guerra Mundial.

O japonês tem um sonho: ele anseia pela oportunidade de desafiar o homem mais rápido do mundo, o  jamaicano medalhista de ouro olímpico Usain Bolt.



É preciso destacar que, quando o assunto é longevidade, o Japão é um exemplo.

O país tem uma das maiores taxas do mundo de pessoas com idade acima de 65 anos.

E o número de pessoas com mais de 80 anos já superou a casa dos 10 milhões, dos quais 60.000 tem mais de 100 anos, de acordo com dados do governo japonês.

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

DEIXE SEU COMENTÁRIO