Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Estudo revela que pais perdem qualidade de sono quando filhos ficam adultos e saem de casa!

Se você tem filhos, sabe bem quantas noites passou em claro, cuidando e se preocupando com eles.

Muita gente pensa que essa preocupação é só durante uma fase, ou seja, nos primeiros anos de vida.

No entanto, um estudo recente comprovou que pais de filhos adultos continuam perdendo o sono por causa deles.

E é sobre isso que falaremos nesta matéria.

Amber J. Seidel, da Universidade Estadual da Pennsylvania, Estados Unidos, realizou um estudo para analisar a relação entre a preocupação dos pais com seus filhos e seus padrões de sono.

E você pode imaginar o resultado?

Seidel descobriu que a preocupação com os filhos continua elevada, mesmo quando se tornam adultos e deixam a casa dos pais.

Nossa cultura foca muito nas crianças, e com razão, pois elas são muito mais vulneráveis.

A questão é que, para os pais, não há muita diferença se os filhos são pequenos ou grandes. A preocupação permanece.

O estudo foi publicado na revista The Gerontologist.

Participaram da pesquisa 186 casais voluntários, de meia-idade.

Para isso, responderam a três questões importantes:

O quanto de apoio oferece aos filhos?

O quanto ainda se preocupam com os filhos?

Quantas noites de sono perdem por causa dos filhos

As respostas foram colocadas numa escala de um a oito, sendo um, diariamente, e oito uma vez por ano ou nunca.

Em seguida, os maridos e as esposas usaram uma escala de um (muito) a cinco (pouco) para avaliar o quanto eles se preocupam com seus filhos e quão estressados ​​eles estavam por causa disso.

Finalmente, os casais foram convidados a relatar quantas horas de sono por noite receberam.

As esposas relataram uma média de 6,6 horas por dias e os maridos de 6,5.

Ou seja, as mulheres passam um pouco mais de tempo do que seus maridos.

No entanto, ambos sofrem com o estresse e a ansiedade, o que é muito prejudicial aos pais.

Numa certa idade, o corpo é muito mais frágil diante das privações de sono, então a memória, o humor, a aprendizagem e tantas outras áreas são afetadas, caso não saibamos lidar com as situações.

Por isso, estamos aqui para dar alguns conselhos que podem ajudar bastante:

– Não se preocupe em excesso

Sua preocupação não pode tomar conta da sua vida.

Esta é a ordem natural das coisas: os filhos crescem e seguem o caminho deles.

– Invista em refeições bem equilibradas

Alimentos saudáveis nos mantém energizados e com a mente mais limpa.

Nunca pule refeições e sempre saia de casa com algum lanche natural.

– Pratique exercícios

Isso ajuda a relaxar o corpo e a mente.

Procure fazer atividades físicas com regularidade.

– Seja voluntário (a)

Procure se envolver com atividades da comunidade, ajudando pessoas e animais.

Quando estamos envolvidos com algum grupo que nos faz bem, passamos a ter novas metas, além de cuidar de nossos filhos.

– Fale com alguém

Conversar com uma pessoa sobre seus pensamentos e sentimentos ajuda muito, independentemente se é um profissional ou não.

Tenha amigos ao seu redor, participe de grupos de apoio e divida seus sonhos e medos.

– Tire um tempo limite

É importante ter tempo para as coisas que gosta, como ler, ouvir música ou até mesmo receber uma massagem.

Esquecer o que tanto aflige é bom para a saúde mental.

– Evite álcool e cafeína

O álcool e a cafeína podem agravar a raiva, aumentar a ansiedade e desencadear ataques de pânico.

Então, se você diminuir o consumo dessas bebidas, com certeza diminuirá a ansiedade.

– Escreva em um diário

Um diário pode ser uma alternativa segura para expressar seus sentimentos e preocupações sem que ninguém faça comentários negativos.

Além disso, depois de escrever, você pode ler e aprender alguma coisa com a conclusão que tirou.

O amor que temos pelos nossos filhos não deve destruir nossa saúde.
 
Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

VEJA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO