Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Estudo mostra que dormir com bicho de pelúcia é benéfico para a saúde de adultos

Dormir com um ursinho pelúcia é bom para a saúde e também ajuda a resolver problemas da mente, é o que revela a ciência.

Você já passou da adolescência, mas continua dormindo agarrado com seu ursinho de pelúcia?

Sente que está mais protegido e seguro, mas tem vergonha de contar isso para alguém?

Pois não tenha.

Para saber se esse hábito proporciona benefícios, ou não, para a saúde,  um grupo de pesquisadores da UV University of Amsterdam foi investigar.

E adivinhe!

Eles descobriram que abraçar uma pelúcia não só lhe traz benefícios extras para a saúde, mas também ajuda a resolver problemas angustiantes.

Pode acreditar!

Se você estiver triste, se sentindo solitário ou tiver rompido um relacionamento, por exemplo, dormir abraçada com um urso de pelúcia vai acalmar.

E o mesmo vale para as crianças.

Quando os pequenos passam pelo estresse de se separar de seus pais e começam a dormir sozinhos em seu próprio berçário, segurar um brinquedo macio ou mesmo uma naninha funciona para confortá-los e acalmá-los.

Esses bichinhos de pelúcia são conhecidos como objetos de transição.

Para algumas crianças esse objeto é importante e muitas vezes pode ser considerado como parte do próprio corpo ou até mesmo, parte do corpo de terceiros (pais e mãe).

Mas, por que os adultos usam brinquedos macios ainda?

Bem, cada pessoa tem uma razão para isso. 

Mas, de acordo com um terapeuta licenciado, esse é um sinal de que você precisa de algo na vida – como um companheiro ou um melhor amigo, por exemplo.

Para outros especialistas, dormir com uma pelúcia resulta em uma sensação de conforto e segurança.

Então, você ainda dorme com seus ursinhos de pelúcia? 

E não seria uma boa manter um ou dois brinquedos macios preparados para  aquecer e confortar você naquelas noites em que se sente triste e solitário(a)?

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO