Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram

Este pesquisador afirma que própolis protege contra dengue e zika, mas “eles” não acreditam

Está circulando nas redes sociais a informação de que a própolis protege contra a dengue, zika, chicungunha e outras doenças transmitas pelo Aedes aegypti.

Essa informação é verdadeira ou falsa?

Passamos uma semana pesquisando isso e o que descobrimos é surpreendente.

A informação não é apenas verdadeira – ela é muita antiga, tem mais de dez anos.

Há muito tempo um biólogo mineiro vem dizendo que consumir própolis é bom para evitar não só a dengue como também a malária.

E ninguém escuta ou faz uma pesquisa "séria e independente" sobre o assunto.

O nome desse biólogo é Gilvan Barbosa Gama.

Segundo ele, basta tomar algumas gotas diárias para que o mosquito fique longe da gente.

O biólogo garante que a própolis exala no suor dois dos seus princípios ativos, a flavona e a vitamina B, que repelem os insetos.

A própolis é uma cera produzida pelas abelhas a partir cascas, resinas e botões de flores.

Além das vitaminas do complexo B, C, H e O, a própolis também possui em sua composição a Flavonoides, galangia, resinas com bálsamo, cera e pólen.

A tintura de Própolis, para nos proteger contra o Aedes aegypti, deve ser ingerida, de acordo com Gilvan Barbosa, da seguinte forma:

Adultos: de 30 a 40 gotas diluídas em água (ausente de cloro).

Um copo a cada 6hs.

Crianças: crianças de até 10 anos deverão tomar a metade do peso corporal em gotas diluídas em água sem cloro.

Ou seja, se a criança pesa 10 quilos, toma 5 gotas.

Gilvan alerta, para não esquecer de fazer o teste alérgico para ver se quem vai tomar a própolis não é alérgico a ela.

É muito rara esta sensibilidade, mas pode ocorrer.

REPRODUÇÃO – ENTREVISTA COM O PESQUISADOR GILVAN BARBOSA GAMA

O OUTRO LADO

Tem muita gente que contesta a informação do biólogo mineiro.

Alguns chegam até dizer que é "lenda", "corrente de rede social".

Mas, pelo que vimos nos comentários e depoimentos de pessoas que seguiram a dica, ela realmente funciona.

O que fazer: acreditar no biólogo e usar a própolis para se proteger contra dengue/zika/chicungunha ou não acreditar e não usar?

A decisão é sua.

Algumas fontes da matéria: Scielo e jornal O Rebate

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email

DEIXE SEU COMENTÁRIO