Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

A esquecida vitamina D é muito importante para a nossa saúde e pode curar doenças como hipertensão e esclerose múltipla

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

A vitamina D promove a saúde dos dentes e ossos em crianças, contribuindo para o não aparecimento do raquitismo.

Além disso, melhora a densidade óssea (massa óssea), auxilia na construção e prevenção da perda óssea, e protege o corpo contra a fraqueza muscular, uma vez que promove a maior absorção de cálcio no sangue.

A vitamina D reduz o risco de certos tipos de câncer em homens e mulheres, como câncer de próstata, de mama e de cólon.

Pode reduzir riscos associados à gravidez, certas infecções relacionadas, incluindo vaginose bacteriana (vaginite), que representa uma ameaça de parto prematuro e óbito fetal.

Previne ou melhora as condições, tais como diabetes e esclerose múltipla.

Ela também pode reduzir o risco de doença cardíaca, pressão arterial e os níveis de colesterol ruim no corpo.
Aprimora o funcionamento do sistema imune (sistema imunológico), prevenindo assim, o surgimento de doenças autoimunes, como a gripe e alergias sazonais.

Condições de pessoas portadores de artrite reumatoide podem ser melhorada com boas fontes de vitamina D.

A deficiência de vitamina D no organismo pode ter efeitos adversos sobre a saúde de um indivíduo.

Os efeitos em crianças geralmente são indicados pela presença de raquitismo, doença que deforma os ossos e dentes.

Em adultos, a deficiência da vitamina D é indicada pela presença de osteomalacia, osteoporose, diabetes tipo 1, dor muscular e óssea e certos tipos de câncer.

Devido ao fato da vitamina D influenciar a produção de hormônios no corpo, também pode melhorar determinadas condições de pele, como psoríase, vitiligo e esclerodermia, além de controlar o humor.

A principal fonte da vitamina D é o sol.

Por isso, os banhos de sol, em horários adequados e sem exageros, devem fazer parte de uma vida saudável.

Em países que têm condições de luz baixa durante alguns meses do ano, o organismo é incapaz de obter a sua quota adequada de vitamina D através da síntese natural.

Durante esse período, suplementos de vitamina D3 podem ajudar na redução dos sintomas de depressão e transtorno afetivo sazonal.

Suplementos à base de vitamina D para pessoas que têm deficiência dela no organismo certamente resultarão numa melhora geral na saúde.

No entanto, um médico deve ser previamente consultado.