Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Ervas que protegem o fígado

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Seguem algumas ervas usadas na proteção do fígado e da vesícula.

Silimarina (milk thistle)

É usada para problemas do fígado e da vesícula, inclusive hepatite e cirrose, uma vez que aumenta a secreção e o fluxo da bile, chegando até a curar o fígado de danos tóxicos. Seu nome em inglês significa “erva do leite”, pois promove a secreção do leite e pode ser usada por quem está amamentando.

No Brasil, o Legalon tem em sua fórmula 70% ou 140% de silimarina; também se pode mandar manipular a erva em farmácias homeopáticas, na forma de tintura a 70%.

Preparação e dosagem

  • Infusão: deixar em infusão uma colher de chá de sementes trituradas em uma xícara de água fervente por 10 a 15 minutos. Tomar o chá três vezes ao dia.
  • Tintura: 1 ml a 2 ml três vezes ao dia.

Semente de coentro

Para limpeza do fígado, coloque um punhado de semente de coentro lavada em um litro de água fervente. Deixe amornar e tome durante o dia, por 30 dias. Faça isso pelo menos duas vezes por ano. Essa limpeza não é recomendada no período de gravidez e amamentação.

Dente-de-leão

Aumenta o fluxo da bile e ativa a transformação e o transporte dos nutrientes. Serve para tratar doenças do fígado, artrite e gota.

Outras ervas que protegem o fígado

  • Abutua,
  • acariçoba,
  • agrião,
  • alcaçuz,
  • alfazema,
  • artemísia,
  • bardana,
  • beldroega,
  • borragem,
  • carqueja,
  • erva-tostão,
  • fedegoso,
  • jurubeba,
  • losna,
  • mulungu,
  • carqueja,
  • pariparoba
  • e picão.